ÁSIA/LÍBANO - Patriarca maronita Rai: levo ao Papa o convite dos Patriarcas e dos Bispos católicos a visitar o Líbano

Quinta, 4 Maio 2017 igrejas orientais   oriente médio   papa francisco  

il Sismografo

Beirute (Agência Fides) – O Patriarca maronita Bechara Boutros Rai referiu que, por ocasião da sua permanência em Roma, entregará ao Papa Francisco um convite oficial para visitar o Líbano em nome de todos os Patriarcas e Bispos católicos presentes no País dos Cedros. A intenção de entregar ao Papa o convite foi comunicada pelo Patriarca Rai aos jornalistas libaneses que na quarta-feira, 3 de maio, dirigiram a ele algumas perguntas no aeroporto de Beirute, enquanto o Primaz da Igreja maronita se preparava para partir para Roma, onde está participando nesses dias da Plenária da Secretaria vaticana para a Comunicação.
Em junho de 2016, diante do sacerdote maronita Rouphael Zgheib, Diretor nacional das Pontifícias Obras Missionárias do Líbano, que lhe perguntou quando realizaria uma visita apostólica àquele país do Oriente Médio, o Papa Francisco respondeu com outra pergunta: “E vocês, libaneses, quando elegerão um novo Presidente?”, rebateu o Bispo de Roma. A vacância do cargo presidencial no País dos Cedros durou quase dois anos e meio, e os protocolos diplomáticos vaticanos excluem viagens papais a nações que vivem uma semelhante paralisação institucional. Mas agora aquele argumento usado pelo Papa Francisco não vale mais. Desde 31 de outubro de 2016, o Líbano escolheu como novo Presidente o ex-general Michel Aoun, cristão maronita. O Presidente Aoun foi recebido pelo Papa Francisco no Vaticano em 16 de março passado. Depois do encontro com o Bispo de Roma, Aoun escreveu em sua conta no twitter que o Papa tinha expresso a sua vontade de visitar o Líbano, garantindo a sua constante oração pelo país. (GV) (Agência Fides 4/5/2017).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network