missionários assassinados

EUROPA/POLÔNIA - O martírio no serviço missionário da Igreja: sessão missiológica e vigília de oração

Saturday, 12 December 2015

Czestochowa (Agência Fides) - “Filhos fiéis de Maria” foi o tema da sessão missiológica e da vigília de oração promovida pela Pontifícia União Missionária da Polônia, que se realizou nos dias 5 e 6 de dezembro no Santuário nacional de Jasna Gora. Cerca de 500 pessoas participaram da vigília pela evangelização, entre seminaristas, responsáveis pelas missões das congregações religiosas, animadores missionários e pessoas que estão se preparando para o empenho missionário no Centro de Formação Missionária e membros do Terço Vivo.
Como informa a nota enviada à Agência Fides, a sessão missiológica teve por tema o martírio no serviço missionário da Igreja. Padre Waldemar Cislo, diretor da fundação “Ajuda à Igreja que Sofre”, testemunhou a perseguição da Igreja no Oriente Médio, onde foram assassinados crianças, mulheres e idosos, humilhados ou vendidos como escravos.
Padre Tomasz Atlas, Diretor nacional das POM na Polônia, durante o Apelo de Jasna Gora agradeceu à Divina Providência pelos novos bem-aventurados proclamados no mesmo dia em Pariacoto, no Peru (os três missionários assassinados em 1991 por Sendero Luminoso), e pediu a intercessão de Maria por um empenho missionário ainda maior da Igreja na Polônia. Dom Jan Kopiec, Bispo de Gliwice, presidiu a Eucaristia à meia-noite. Ele destacou na sua homilia a importância da Pontifícia União Missionária para a obra de sensibilização dos fiéis sobre a necessidade das missões.
Durante a vigília de oração, 42 novos membros entraram para a Pontifícia União Missionária (7 religiosos, 19 diáconos e 16 leigos), e o padre Ryszard Jarmuz, OFM Conv, deu um comovente testemunho sobre os mártires de Pariacoto. (SL) (Agência Fides 12/12/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network