Estatísticas

ÁSIA/COREIA DO SUL - O novo anuário da Igreja coreana em e-book

Thursday, 26 January 2017

Seul (Agência Fides) - O primeiro é Santo André Kim Dae-geon, ordenado sacerdote em 17 de agosto de 1845, o mais recente é Dom Kwang-Kyu Gi, ordenado sacerdote em 24 de setembro de 2016. Desde 1845 (considerada data de nascimento “oficial” da Igreja coreana) até hoje, são 6.021 os coreanos ordenados sacerdotes no país ou em outras nações do mundo. São alguns dos dados contidos no novo Anuário da Igreja coreana 2017, enviado à Agência Fides, que recolhe dados, cifras e notícias históricas sobre a comunidade católica na Coreia.
Em relação aos sacerdotes, são 122 os novos nomes de coreanos que entraram no país ou foram incardinados nas dioceses ou nas ordens religiosas, em 2015 e 2016, segundo dados que distinguem os sacerdotes de nacionalidade coreana dos missionários e sacerdotes estrangeiros. O texto, preparado pela Conferência Episcopal Coreana foi publicado com base em dados enviados por todas as dioceses e pesquisas efetuadas. Está disponível no formato e-book.
Em 31 de dezembro de 2015, os batizados coreanos foram 5,6 milhões, divididos em 19 dioceses, e representam 10,7% da população coreana, frequentando as 1.706 paróquias existentes, junto aos 761 centros missionários.
Segundo as reconstruções históricas, a data de fundação “oficial” da Igreja coreana é 1784, ano em que um grupo de jovens nobres fundou uma “comunidade da Igreja” no país, sem sacramentos e sem sacerdotes. Eles pediram ao Bispo de Pequim, e sucessivamente a Roma para lhes enviar ministros instituídos. (PA) (Agência Fides 26/1/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network