Fides News - Portuguese (Portugal)http://fides.org/As notícias da Agência Fidespt ÁSIA/SRI LANKA - Continua a emergência por causa das fortes chuvas e deslizamentos de terrahttp://fides.org/pt/news/60080-ASIA_SRI_LANKA_Continua_a_emergencia_por_causa_das_fortes_chuvas_e_deslizamentos_de_terrahttp://fides.org/pt/news/60080-ASIA_SRI_LANKA_Continua_a_emergencia_por_causa_das_fortes_chuvas_e_deslizamentos_de_terraColombo - Continua a subir o número de mortos no Sri Lanka após as violentas inundações que há uma semana assolam o país. Estas são algumas das chuvas mais intensas registradas nos últimos vinte e cinco anos que causaram deslizamentos de terra graves e enterraram povoados inteiros sob metros de lama. Atualmente, existem cerca de 500 mil pessoas deslocadas acolhidas nas casas de parentes, escolas e instituições religiosas. Muitas ajudas continuam chegando de vários países do mundo, como EUA, Índia, China, Paquistão e Austrália que estão envolvidos nas operações de resgate, em particular na área da Kegale, onde várias pessoas morreram e centenas ainda estão presas, e na capital, Colombo, várias casas continuam sendo submergidas pela lama. <br /><br />Mon, 23 May 2016 07:52:32 +0200ÁSIA/SÍRIA - Mais um atentado contra três vítimas no bairro de Qamishli habitado por cristãoshttp://fides.org/pt/news/60084-ASIA_SIRIA_Mais_um_atentado_contra_tres_vitimas_no_bairro_de_Qamishli_habitado_por_cristaoshttp://fides.org/pt/news/60084-ASIA_SIRIA_Mais_um_atentado_contra_tres_vitimas_no_bairro_de_Qamishli_habitado_por_cristaosQamishli – É de pelo menos três mortos e um número até agora indeterminado de feridos o balanço do atentado terrorista perpetrado no final da noite de sábado, 21 de maio, no centro de Qamishli, segunda maior cidade da Síria na província de Hassaké. Novamente atingida a por morte e devastação foi a rua conhecida como “Miami Street” , no bairro de Wusta, habitado principalmente por cristãos”. “As três vítimas”, refere à Agência Fides Abuna Hanna, da arquidiocese sírio-católica de Hassaké-Nisibi, “são três cristãos sírios: eles são Abdulmehis Lahdo, Karam Sacid Samcun e Tuma Yusuf Eliyo”. De acordo com as histórias dos sobreviventes, um comando composto por pelo menos 3 terroristas teria atirado e lançado bombas na rua, animada pelo tráfego na noite de sábado. Algumas reconstruções, que devem ser ainda verificadas, falam de homens-bomba que teriam se explodido.<br />A mídia oficial do governo sírio atribuiu o atentado a grupos jihadistas como o Estado islâmico. Mas fontes locais independentes salientam que na área de Qamishli as tensões recentes levaram a confrontos armados entre o Exército governamental e as milícias curdas, que visam controlar e afirmar a sua hegemonia sobre toda a área.<br />Na área de Qamishli, em 20 de dezembro passado, os atentados contra dois restaurantes pertencentes a proprietários cristãos provocaram a morte de 13 cristãos e 6 muçulmanos. Depois, em 24 de janeiro, outro ataque na “Miami Street” causou três mortos e 10 feridos . “É mais um fator inquietador desta guerra: existe o terrorismo, mas às vezes nós não sabemos quem realmente nos aterroriza”, disse naquela ocasião à Agência Fides Dom Jacques Behnan Hindo, responsável pela arquieparquia sírio-católica de Hassaké-Nisibis. .<br />Mon, 23 May 2016 07:44:44 +0200EUROPA/ESPANHA - Uma feirinha para ajudar crianças refugiadas no Líbanohttp://fides.org/pt/news/60086-EUROPA_ESPANHA_Uma_feirinha_para_ajudar_criancas_refugiadas_no_Libanohttp://fides.org/pt/news/60086-EUROPA_ESPANHA_Uma_feirinha_para_ajudar_criancas_refugiadas_no_LibanoSevilha – ‘Ajude-nos a ajudar’ é o lema de uma feirinha solidária organizada pela Associação Palestina-Andaluzia para a Infância para arrecadar verbas e destiná-las a operações cirúrgicas nos olhos e ouvidos de crianças que moram em acampamentos de refugiados no Líbano. A feirinha tem cerca de sessenta estandes de doces, cerâmica e produtos artesanais, entre outros. “Levamos crianças doentes para serem operadas na Espanha, arcamos com todas as despesas médicas, administrativas, de transporte, alojamento e refeições dos pequenos e suas mães, até depois das operações”, lê-se numa nota divulgada pela presidente da Associação. A iniciativa se propõe em construir um centro para crianças deficientes visuais na localidade de Burj el Barajneh, perto de Beirute. <br />Mon, 23 May 2016 17:28:35 +0200ÁFRICA/EGITO - Bispo copta: depois do encontro entre o Papa Francisco e o Grão-Imame al Tayyib, a imprensa egípcia anuncia a retomada do diálogo entre a Santa Sé e al Azharhttp://fides.org/pt/news/60088-AFRICA_EGITO_Bispo_copta_depois_do_encontro_entre_o_Papa_Francisco_e_o_Grao_Imame_al_Tayyib_a_imprensa_egipcia_anuncia_a_retomada_do_dialogo_entre_a_Santa_Se_e_al_Azharhttp://fides.org/pt/news/60088-AFRICA_EGITO_Bispo_copta_depois_do_encontro_entre_o_Papa_Francisco_e_o_Grao_Imame_al_Tayyib_a_imprensa_egipcia_anuncia_a_retomada_do_dialogo_entre_a_Santa_Se_e_al_AzharAssiut - “O Egito dá grande relevo ao encontro entre o Papa Francisco e o Grão-Imame de Al Azhar: até os jornais mais vendidos dedicam ao evento grande espaço na primeira página e referem que já foi tomada a decisão de retomar o diálogo oficial entre a Santa Sé e a maior instituição teológica do Islã sunita”. Assim, Anba Kyrillos William Samaan, Bispo copta católico de Assiut, descreve à Agência Fides a atenção e as expectativas suscitadas na sociedade egípcia pela visita realizada esta manhã no Vaticano pelo xeque Ahmad al Tayyib, Grão-Imame de al Azhar, durante a qual, o máximo expoente do mais prestigioso centro teológico sunita foi recebido em audiência pelo Bispo de Roma. “O diálogo oficial”, recorda Anba Kyrillos “estava interrompido há cinco anos: os problemas não seguiram à lição do Papa Ratzinger em Regensburg, como ainda hoje insistem, erroneamente, mas às declarações de Bento XVI depois do atentado à catedral copta de Alexandria. Naquela ocasião, o Pontífice evocou a responsabilidade das autoridades locais na defesa dos cristãos”. Àquelas palavras, reagiram mal não apenas os de al Azhar, mas também expoentes do Patriarcado copta ortodoxo. <br />Anba Kyrillos considera positiva a contribuição oferecida nos últimos anos pela al Azhar em favor da convivência e da superação de correntes sectárias, na dramática fase histórica vivida pelo Egito: “O Grão-Imame, junto ao Patriarca copta ortodoxo, Tawadros, contribuíram para revitalizar a 'Casa da família egípcia', organismo de conexão inter-religiosa criado há anos por al Azhar e o Patriarca copta-ortodoxo como instrumento para prevenir e mitigar as contraposições sectárias no momento em que o agravamento do sectarismo fundamentalista parecia colocar em risco a própria unidade nacional”. Em tempos recentes, sob a égide desta instituição, que coordena uma rede bem distribuída em todo o território nacional, cerca de quarenta imames e sacerdotes animaram juntos uma “missão nas escolas da província egípcia de Minya para promover com conferências e debates entre estudantes a cultura do encontro e da paz, valorizando-a como base de uma pacífica convivência social e religiosa. .<br /> <br />Mon, 23 May 2016 17:27:52 +0200ÁFRICA/QUÊNIA - Pe. Peter Meienberg, beneditino de 87 anos que ajuda os detentos do Quêniahttp://fides.org/pt/news/60085-AFRICA_QUENIA_Pe_Peter_Meienberg_beneditino_de_87_anos_que_ajuda_os_detentos_do_Queniahttp://fides.org/pt/news/60085-AFRICA_QUENIA_Pe_Peter_Meienberg_beneditino_de_87_anos_que_ajuda_os_detentos_do_QueniaNairóbi - “Entendi que os encarcerados precisam de muito mais do que apenas nutrimento espiritual; vivem em um ambiente péssimo, assim eu criei a Faraja Foundation, e através da ajuda de amigos e de minha família, conseguimos melhorar as condições dos detentos”, disse pe. Peter Meienberg ao jornal queniano The Nation, que dedicou um amplo serviço a este beneditino suíço de 87 anos que desde 1961 atua na África. <br />Dentre os projetos promovidos por Pe. Peter se encontram uma jardim de infância para crianças cujas mães estão reclusas na prisão de mulheres em Lang'ata; uma cozinha moderna na prisão de Kamiti; uma biblioteca na Industrial Area Remand and Allocation Prison; cursos de alfaiataria para reclusos, guardas prisionais e muitos outros.<br />O religioso que trabalha no Quênia há 45 anos, esteve também em outros países africanos, como Tanzânia e República Democrática do Congo. “O meu primeiro encontro com as condições desumanas dos presos ocorreu em meu trabalho com os refugiados de Ruanda, Burundi e República Democrática do Congo”, lembra Pe. Peter, a quem uma companhia suíça dedicou, em 2008, um documentário intitulado “A prisão e o sacerdote: Peter Meienberg em Nairobi”.<br />Mas os projetos do religioso não se limitam às prisões, também abraçam a promoção do trabalho juvenil. Por isso, adquiriu 24 hectares de terra em Isinya, onde construiu uma fazenda moderna, onde agora estão empregados os jovens que concluíram o curso de agronomia. <br /><br /><br /><br />Mon, 23 May 2016 17:26:55 +0200ÁFRICA/SENEGAL - “O diálogo nacional seja útil aos interesses da nação, e não pessoais” adverte Dom Ndiayehttp://fides.org/pt/news/60083-AFRICA_SENEGAL_O_dialogo_nacional_seja_util_aos_interesses_da_nacao_e_nao_pessoais_adverte_Dom_Ndiayehttp://fides.org/pt/news/60083-AFRICA_SENEGAL_O_dialogo_nacional_seja_util_aos_interesses_da_nacao_e_nao_pessoais_adverte_Dom_NdiayeDacar - “Os políticos têm realmente no coração o serviço à cidade?” questiona Dom Benjamin Ndiaye, Arcebispo de Dacar e Presidente da Conferência Episcopal de Senegal, expressando sua opinião sobre o diálogo nacional promovido pelo Presidente Macky Sall.<br />“Se o diálogo nacional verte sobre o interesse da Cidade, então vale a pena, mas se a iniciativa quer promover interesses parciais ou individuais, não é diálogo, mas fraude”, afirmou Dom Ndiaye durante um encontro com jornalistas, na conclusão da Assembleia dos Bispos senegaleses realizada por ocasião da Peregrinação mariana ao santuário de Poponguine.<br />O Arcebispo de Dacar elogiou, todavia, a iniciativa do Chefe de Estado e expressou a esperança que ela “sirva para reduzir a tensão”. Dom Ndiaye também criticou o excessivo número de partidos presentes no cenário político senegalês: “Como pode um pequeno país como o Senegal dispor de mais de 250 partidos políticos? Cada um quer a própria capela e entra no diálogo para chantagear e obter um lugar. E isto é diálogo? Isto é democracia? Não, a política é servir a cidade e não se servir dela”. <br />O diálogo nacional se abre no dia 28 de maio. O Presidente Sall convidou atores do mundo político, econômico, religioso e da sociedade civil a participar. <br />Mon, 23 May 2016 17:26:06 +0200VATICANO - O Papa convida a unir-se espiritualmente aos católicos chineses no dia 24 de maiohttp://fides.org/pt/news/60079-VATICANO_O_Papa_convida_a_unir_se_espiritualmente_aos_catolicos_chineses_no_dia_24_de_maiohttp://fides.org/pt/news/60079-VATICANO_O_Papa_convida_a_unir_se_espiritualmente_aos_catolicos_chineses_no_dia_24_de_maioCidade do Vaticano – Ontem, domingo, 22 de maio, no final da oração mariana do Angelus, o Santo Padre Francisco recordou a próxima festividade de Maria “Auxiliadora dos Cristãos”, particularmente venerada na China. Eis as palavras do Papa: “Terça-feira, 24 de maio, vamos nos unir espiritualmente aos fiéis católicos na China, que naquele dia irão celebrar com especial devoção a memória de Nossa Senhora “Ajuda dos Cristãos”, venerada no Santuário de Sheshan, em Xangai. Peçamos a Maria para dar aos seus filhos na China a capacidade de discernir em todas as situações os sinais da presença amorosa de Deus, que sempre acolhe e perdoa. Que neste Ano da Misericórdia, os católicos chineses e aqueles de outras nobres tradições religiosas, possam se tornar sinal concreto de caridade e de reconciliação. Deste modo, poderão promover uma autêntica cultura do encontro e harmonia de toda a sociedade, aquela harmonia que ama tanto o espírito chinês”. <br />Mon, 23 May 2016 17:24:54 +0200VATICANO - Em Bogotá, o Card. Filoni ordena dois Vigários apostólicos: “Sejam pais e mestres”http://fides.org/pt/news/60078-VATICANO_Em_Bogota_o_Card_Filoni_ordena_dois_Vigarios_apostolicos_Sejam_pais_e_mestreshttp://fides.org/pt/news/60078-VATICANO_Em_Bogota_o_Card_Filoni_ordena_dois_Vigarios_apostolicos_Sejam_pais_e_mestresBogotá – “É Cristo que, no mistério do Bispo, continua a pregar o Evangelho da salvação e santificar os fiéis através dos sacramentos da fé; é Cristo que, na paternidade do Bispo, faz crescer com novos membros o seu Corpo, que é a Igreja; é Cristo que, na sabedoria e na prudência do Bispo, orienta o Povo de Deus nesta peregrinação terrena rumo à felicidade eterna”. Foi o que sublinhou o Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, durante a solene concelebração eucarística que presidiu na manhã de domingo, 22 de maio, na Catedral de Bogotá, para a ordenação episcopal do Vigário Apostólico de Puerto Gaitán, o rev. Raúl Alfonso Carrillo Martínez, e do Vigário apostólico de San Andrés y Providencia, o rev. Jaime Uriel Sanabria Arias .<br />No início da homilia, o Prefeito do Dicastério Missionário expressou sua alegria “por estar entre vocês” na solenidade da Santíssima Trindade, na qual “contemplamos e adoramos a unidade e a vida divina do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, e na qual “reconhecemos também o modelo da Igreja, chamada a viver segundo o exemplo da vida trinitária”. Levando a saudação e as bênçãos do Papa Francisco, o Card. Filoni destacou os motivos de sua visita à Colômbia: a participação no XII Congresso Missionário Nacional. E ainda, disse, “com esta visita, desejo também expressar a gratidão da Congregação para a Evangelização dos Povos pelo trabalho pastoral de todos aqueles que, de um modo ou outro, estão engajados na evangelização como missionários solícitos: sacerdotes, religiosos, religiosas, leigos e catequistas que se doam pelo anúncio do Evangelho nestes territórios de missão, seja na Colômbia como no exterior”. Mencionando o outro motivo de sua visita, a ordenação episcopal de dois Vigários apostólicos, o Card. Filoni convidou os fiéis de ambos os Vicariatos a acolhê-los com “alegria e gratidão”, “a estar-lhes próximos” e “ampará-los em seu dever”. Enfim, aos dois novos Bispos, confiou a condução destas comunidades particulares, “para que alcancem a maturidade de autênticas Igrejas diocesanas”, exortando-os a ser “pais e mestres em meio a seus fiéis” e “autênticos homens de Deus na caridade, na humildade e na simplicidade de vida”. <br />O Cardeal pediu também uma “atenção especial” aos sacerdotes e seminaristas, religiosos, religiosas e catequistas, e prosseguiu: “Estabelecidos pelo pai como chefes de família, estejam em meio a suas comunidades como pastores que conhecem seu rebanho, que assumem o seu ‘cheiro’ e sabem reconhecê-lo, distinguindo-se na caridade e no zelo para com todos, sobretudo com os mais pobres. Na Igreja, a autoridade está a serviço dos outros”. <br /><br /> <br /><br/><strong>Link correlati</strong> :<a href="http://www.fides.org/es/attachments/view/file/CFil_22052016_Bogota.doc">A íntegra da homilia do Cardeal, em espanhol, está em: </a>Mon, 23 May 2016 17:24:15 +0200AMÉRICA/CUBA - “Um diálogo ainda mais eficaz”: Dom Garcia Rodriguez é o novo Arcebispo de Havanahttp://fides.org/pt/news/60081-AMERICA_CUBA_Um_dialogo_ainda_mais_eficaz_Dom_Garcia_Rodriguez_e_o_novo_Arcebispo_de_Havanahttp://fides.org/pt/news/60081-AMERICA_CUBA_Um_dialogo_ainda_mais_eficaz_Dom_Garcia_Rodriguez_e_o_novo_Arcebispo_de_HavanaHavana – O novo Arcebispo metropolitano de Havana, Dom Juan de la Caridad García Rodríguez, lançou um apelo para que o diálogo continue entre a Igreja Católica e o governo da ilha durante a Missa que presidi una Catedral no domingo, 22 de maio, para a sua posse na capital cubana.<br />"A presença de vocês aqui nos convida e nos encoraja a prosseguir com o diálogo, que pode ser mais eficaz e mais real, de modo que a Igreja possa encontrar outros espaços para a sua missão evangelizadora, para a liturgia, para a missão educativa e para a caridade em relação aos pobres", disse o Prelado diante do Vice-Presidente de Cuba, Salvador Valdés Mesa, e do responsável pelo Departamento para os Assuntos Religiosos do Partido comunista Cubano , Caridad Diego, presentes no rito.<br />Um momento muito emocionante para todos foi quando o novo Arcebispo, no ato de tomar posse de sua diocese, foi acolhido pelo seu predecessor, Card. Jaime Ortega, que o aguardava no ingresso do templo para entregar-lhe a férula, símbolo de guia do rebanho. A Catedral estava lotada e uma grande multidão teve que acompanhar a solene Concelebração Eucarística nos telões que foram instalados na praça diante da igreja.<br />Dom Juan de la Caridad García Rodríguez nasceu em Camagüey em 11 de julho de 1948. Foi ordenado sacerdote em 25 de janeiro de 1972. Exercitou o ministério em várias paróquias. Também foi fundador e diretor da Escola para missionários da diocese de Camagüey. Em 15 de março de 1997 foi nomeado Auxiliar de Camagüey e recebeu a ordenação episcopal em 7 de junho de 1997.<br />Em 10 de junho de 2002 foi nomeado Arcebispo de Camagüey.<br /> Mon, 23 May 2016 15:18:52 +0200AMÉRICA/CHILE - Irmãs de clausura saem de suas celas para encontrar outras mulheres que vivem atrás das gradeshttp://fides.org/pt/news/60082-AMERICA_CHILE_Irmas_de_clausura_saem_de_suas_celas_para_encontrar_outras_mulheres_que_vivem_atras_das_gradeshttp://fides.org/pt/news/60082-AMERICA_CHILE_Irmas_de_clausura_saem_de_suas_celas_para_encontrar_outras_mulheres_que_vivem_atras_das_gradesSantiago – Um grupo de freiras de clausura saiu de suas celas monásticas para encontrar outras mulheres que vivem atrás das grades das prisões. Setenta e uma freiras de seis mosteiros de clausura de Santiago do Chile foram encontrar, de fato, as prisioneiras do Centro Penitenciário Feminino no dia do Jubileu da vida contemplativa, no âmbito do Ano Santo da Misericórdia.<br />No domingo, 22 de maio, foi um dia especial naquela prisão: não só havia, como de costume, o Arcebispo de Santiago, Card. Ricardo Ezzati, e o Vigário para a Vida Consagrada, mons. Jorge Concha, mas também 71 irmãs contemplativas, que interromperam a clausura para participar da Missa e de um momento de encontro com muitas outras mulheres detentas. <br />O Card. Ezzati disse durante a homilia: "Não sei precisamente se na história de Santiago, nos seus 400 anos, se viu aquilo que vimos hoje", em referência às irmãs que saíram da clausura para encontrar outras mulheres.<br />No final da missa, as religiosas entoaram um canto tradicional chileno a Nossa Senhora, acompanhando-o espontaneamente com alguns passos de dança, que logo envolveram várias freiras e prisioneiras, deixando o Cardeal e outros presentes positivamente surpreendidos. Seguiu um momento de convivência com muita participação, a ponto que as detentas pediram para repetir esta experiência. <br />Mon, 23 May 2016 15:17:36 +0200AMÉRICA/BRASIL - Um barco-hospital para oferecer assistência nos lugares mais remotoshttp://fides.org/pt/news/60074-AMERICA_BRASIL_Um_barco_hospital_para_oferecer_assistencia_nos_lugares_mais_remotoshttp://fides.org/pt/news/60074-AMERICA_BRASIL_Um_barco_hospital_para_oferecer_assistencia_nos_lugares_mais_remotosMacapá – Sem utilizar estruturas fixas e trabalhando a fim de que a própria comunidade a se encarregue da saúde, com a prevenção, a ajuda recíproca e cuidados básicos, os religiosos camilianos prosseguem o seu projeto de saúde na área do maior rio do mundo. São os “Camilianos na foz do Amazonas”, um projeto que envolve, há 40 anos, padre Raúl Matte, sacerdote camiliano e médico, que se ocupa de comunidades indígenas do imenso delta do Rio Amazonas. Com um ‘barco-hospital’, padre Raúl visita milhares de pacientes aonde nenhum médico poderia chegar. Como contam os próprios Camilianos, graças a este projeto, a incidência de doenças como a Hanseníase se reduziu sensivelmente. Outras, como anemia, malária e doenças parasitárias, são mantidas sob controle com a informação e a formação. Padre Raúl chegou a Amapá, na costa atlântica setentrional, em 1972. Com o seu barco-posto de saúde, doado pela Ordem de Malta, chegou a localidades muito remotas, até as margens dos igarapés, infinitas ramificações nas quais o delta do rio se divide. <br />Sat, 21 May 2016 21:04:08 +0200ÁSIA /INDONÉSIA - Bispos: “O governo detenha os grupos radicais islâmicos e preserve a convivência”http://fides.org/pt/news/60073-ASIA_INDONESIA_Bispos_O_governo_detenha_os_grupos_radicais_islamicos_e_preserve_a_convivenciahttp://fides.org/pt/news/60073-ASIA_INDONESIA_Bispos_O_governo_detenha_os_grupos_radicais_islamicos_e_preserve_a_convivenciaJacarta - “Esperamos que o governo faça a sua parte para deter os grupos radicais islâmicos e preserve a identidade multicultural e multi-religiosa da Indonésia, fundada no Pancasila”, os “cinco princípios” que estão na base do Estado que estabelecem a convivência civil e religiosa”: é o que pede, em contato com a Agência Fides, pe. Agustinus Ulahayanan, secretário executivo da Comissão para Comissão para o Diálogo inter-religioso da Conferência Episcopal católica da Indonésia. <br />“Em um contexto de maioria islâmica, mas profundamente multicultural e plurirreligioso, composto por 17 mil ilhas e marcado por um pluralismo de línguas, etnias e culturas diferentes – explica o Secretário – as condições sociais e religiosas variam muito de região para região. Existe, na base, uma abordagem de diálogo e de tranquila convivência, mas é fácil encontrar pessoas ou grupos que utilizam a região para suas perspectivas políticas. Este é um tema delicado. Há dificuldades ligadas ao crescimento do radicalismo islâmico e da intolerância religiosa, mas dependem de alas extremistas minoritárias, ou, por vezes, de leis emitidas nas províncias, localmente”.<br />Evitando qualquer generalização, “a Indonésia tem um contexto muito amplo – prossegue – inclusive do ponto de vista da composição religiosa das comunidades: da maioria católica em Flores até a região de Java ocidental, aonde os católicos são 0,02%, enquanto em Kalimantan os cristãos são 52%". “Tal diferença – acrescenta – se sente também na presença de funcionários civis que por vezes, localmente, emitem medidas restritivas como ocorre, por exemplo, com a autorização para construir novas igrejas”.<br />Segundo pe. Ulahayanan, “na maior parte dos casos, os episódios de intolerância religiosa são fruto da ação de pequenos grupos islâmicos extremos”. Outras vezes, recorda o sacerdote, “problemas surgem por causa do comportamento de comunidades cristãs protestantes que fazem proselitismo, gerando a reação de muçulmanos fundamentalistas”. Os Bispos católicos, conclui, “promovem uma atitude de sincero diálogo e fraternidade com todos” e se pode dizer que “as relações inter-religiosas são geralmente excelentes”. <br /><br /><br /><br />Sat, 21 May 2016 21:03:10 +0200AMÉRICA/NICARÁGUA - Há dois anos, a carta dos Bispos ao presidente Ortega, ainda sem respostahttp://fides.org/pt/news/60072-AMERICA_NICARAGUA_Ha_dois_anos_a_carta_dos_Bispos_ao_presidente_Ortega_ainda_sem_respostahttp://fides.org/pt/news/60072-AMERICA_NICARAGUA_Ha_dois_anos_a_carta_dos_Bispos_ao_presidente_Ortega_ainda_sem_respostaManágua – Hoje, sábado, 21 de maio, passaram-se dois anos desde que os Bispos da Conferência Episcopal da Nicarágua entregaram ao Presidente Daniel Ortega o documento “En Búsqueda de Nuevos Horizontes, para una Nicaragua mejor” . Todavia, o Presidente Ortega ainda hoje mantém silêncio a respeito e não deu ainda nenhuma resposta, apesar de solicitada .<br />No documento de 21 de maio de 2014, os Bispos apresentaram os problemas políticos, sociais e econômicos da nação. Dom José Baez, Bispo auxiliar de Manágua, recordou em uma mensagem enviada à imprensa que durante a reunião com Ortega em 2014, pediram ao Presidente que se empenhasse para garantir um processo eleitoral transparente: em 6 de novembro de 2016, haverá eleições presidenciais. <br />“Nós, Bispos, havíamos pedido ao Presidente a sua palavra de honra para que este ano se realizassem eleições transparentes, honestas e com observadores do país e do exterior. Esta pedido é essencial para a estabilidade nacional, pois uma fraude eleitoral pode gerar situações de violência e confronto, que ninguém, quer que se verifiquem”, disse Dom Baez.<br /> <br /><br />Sat, 21 May 2016 21:02:11 +0200ÁFRICA/RUANDA - As confissões religiosas reafirmam o seu compromisso com a reconciliação nacionalhttp://fides.org/pt/news/60076-AFRICA_RUANDA_As_confissoes_religiosas_reafirmam_o_seu_compromisso_com_a_reconciliacao_nacionalhttp://fides.org/pt/news/60076-AFRICA_RUANDA_As_confissoes_religiosas_reafirmam_o_seu_compromisso_com_a_reconciliacao_nacionalKigali - "Estamos convencidos de que a unidade e a reconciliação estão em linha com o que as Escrituras dizem. Por isso, no ano 2000 criamos o 'Christian Gacaca' que tem ajudado a oferecer aos nossos povos a justiça restaurativa. Publicamos também livros sobre unidade e reconciliação", disse ao Rwanda Times, Dom Philippe Rukamba, Bispo de Butare, que explicou o sentido do compromisso da Igreja Católica na Comissão para a Unidade e Reconciliação Nacional .<br />A este organismo aderiram, além da Igreja Católica, todas as confissões religiosas de Ruanda que se comprometeram a promover, em especial o programa Ndi Umunyarwanda .<br />A este respeito, o bispo anglicano emérito John Kabango Rucyahana, Presidente da NURC, explicou que "o que conseguimos até agora em termos de unidade e reconciliação é satisfatório, mas queremos colaborar e cooperar com as organizações religiosas e fundadas na fé para promover Ndi Umunyarwanda a fim de acelerar a reconciliação entre o nosso povo".<br />Os tribunais de Gacaca são os tribunais tradicionais encarregados de julgar os acusados de crimes como saques e ferimentos de pessoas durante os acontecimentos trágicos de 1994 . <br />Sat, 21 May 2016 12:06:17 +0200ÁFRICA/SUDÃO DO SUL - Morre a missionária eslovaca que ficou gravemente ferida num tiroteiohttp://fides.org/pt/news/60075-AFRICA_SUDAO_DO_SUL_Morre_a_missionaria_eslovaca_que_ficou_gravemente_ferida_num_tiroteiohttp://fides.org/pt/news/60075-AFRICA_SUDAO_DO_SUL_Morre_a_missionaria_eslovaca_que_ficou_gravemente_ferida_num_tiroteioJuba - Morreu Ir. Veronica Rackova, religiosa das Irmãs Missionárias do Espírito Santo , a missionária eslovaca que ficou gravemente ferida numa emboscada rodoviária no Sudão do Sul em 16 de maio.<br />Ir. Veronica faleceu em 20 de maio no Nairobi Hospital do Quênia, para onde foi levada logo após ser ferida no tiroteio. <br />De acordo com notícias enviadas à Agência Fides, por volta da meia-noite de 16 de maio Ir. Veronica recebeu uma ligação urgente de uma mulher que estava tendo um parto difícil no centro de saúde administrado por ela, o St Bakhita’s Medical Centre de Yei. A religiosa acompanhou com a ambulância a paciente até o Harvester’s Health Center, uma estrutura mais bem equipada para assistir mulheres grávidas e nascituros. Ao voltar, foi atingida por tiros disparados por homens armados, aparentemente do Exército de Libertação do Povo Sudanês . <br />A religiosa estava sozinha quando ocorreu o fato, porque o motorista tinha voltado para casa.<br />Irmã Verônica sofreu ferimentos graves no quadril, intestino e órgãos internos.<br />Imediatamente socorrida, foi transportada para Nairóbi devido à gravidade de seus ferimentos.<br />Irmã Veronica tinha 58. Trabalhava há 6 anos no Sudão do Sul, depois de prestar serviço em Gana.<br />O funeral da religiosa será realizado em 26 de maio.<br />Três soldados do SPLA foram presos por causa da morte de irmã Veronica. O secretário-geral da diocese de Yei, Pe. Emmanuel Sebit, acredita que a morte da religiosa ocorreu devido a "um trágico acidente que chocou toda a nação". Pe. Emmanuel explicou que, devido à celebração do 30º aniversário da fundação do SPLA, a área é fortemente vigiada pelos militares. Talvez a irmã tenha encontrado um bloqueio improviso e os militares tenham atirado sem respeitar os procedimentos de controle e verificação de veículos. <br /><br />Sat, 21 May 2016 00:40:48 +0200EUROPA/FRANÇA - Somente a metade das crianças refugiadas consegue frequentar o ensino fundamentalhttp://fides.org/pt/news/60077-EUROPA_FRANCA_Somente_a_metade_das_criancas_refugiadas_consegue_frequentar_o_ensino_fundamentalhttp://fides.org/pt/news/60077-EUROPA_FRANCA_Somente_a_metade_das_criancas_refugiadas_consegue_frequentar_o_ensino_fundamentalParis – Num relatório divulgado nesses dias por ocasião da Conferência Humanitária Mundial, que se realizará em Istambul nos dias 23 e 24 de maio, a Unesco e o Acnur registram que somente 50% das crianças refugiadas frequenta o ensino fundamental, e 25% o ensino médio. Em 2015, no Quênia, 38% dos alunos do ensino fundamental eram meninas. Os índices de inscrição no ensino fundamental nos países onde residem consideráveis comunidades de refugiados, como Egito, Irã e Iêmen, têm uma média de 80%, mas de 50% na Etiópia ou de 40% no Paquistão. A situação é especialmente deplorável para as meninas. Por exemplo, no campo de Kakuma, no Quênia, assim como na província iraquiana de Nayaf, 81% das adolescentes refugiadas, entre 15 e 17 anos, nunca frequentou a escola, em relação a 69% dos rapazes da mesma idade. Esta discrepância de gênero é ainda mais forte no Afeganistão, onde se registra somente 1% de meninas escolarizadas, em relação a 20% dos meninos. <br /><br />Sat, 21 May 2016 00:39:56 +0200ÁSIA/SÍRIA - Armas dos EUA para as “milícias cristãs”? Arcebispo Hindo: talvez os mercantes de armas devem esvaziar os depósitoshttp://fides.org/pt/news/60069-ASIA_SIRIA_Armas_dos_EUA_para_as_milicias_cristas_Arcebispo_Hindo_talvez_os_mercantes_de_armas_devem_esvaziar_os_depositoshttp://fides.org/pt/news/60069-ASIA_SIRIA_Armas_dos_EUA_para_as_milicias_cristas_Arcebispo_Hindo_talvez_os_mercantes_de_armas_devem_esvaziar_os_depositosHassaké - A ideia de financiar com recursos dos Estados Unidos o fornecimento de armas para as “milícias cristãs” que se movem no cenário perturbado dos conflitos em andamento na Síria e no Iraque “é uma loucura, talvez inspirada por algum traficante de armas que ainda não tenha esvaziado seus depósitos”. Assim, o arcebispo sírio-católico, Jacques Behnan Hindo, na condução da Eparquia de Hassaké-Nisibis, comentou as notícias sobre o projeto de lei apresentado ao Congresso dos Estados Unidos para autorizar o financiamento de armas pesadas e leves a grupos armados que procuram identificar-se como “braço armado” das comunidades cristãs locais .<br />O projeto de lei foi apresentado em alguns meios de comunicação dos EUA como uma recaída prática da declaração com a qual o Congresso dos EUA foi conduzido a definir como “Genocídio” a violência sofrida pelos cristãos por parte dos jihadistas militantes do autoproclamado Estado Islâmico . “Desde o primeiro momento”, refere à Agência Fides o Arcebispo Hindo, “eu pensei que a campanha para aplicar ao sofrimento dos cristãos a categoria de 'genocídio' fosse uma operação geopolítica que visava interesses concretos. Segundo os procedimentos dos EUA, chamando em causa a categoria de Genocídio se torna mais fácil autorizar operações militares ou de outro tipo, mais ou menos transparentes”.<br />Segundo o Arcebispo Hindo, “na situação em que nos encontramos, no Iraque e na Síria, cada indivíduo, mesmo um cristão, é chamado a fazer suas próprias escolhas de acordo com sua consciência. Mas se um cristão quer participar no combate ao Daesh, pode fazê-lo se alistando nos exércitos regulares. A opção de criar outras milícias sectárias que pretendem se apresentar como 'cristãs' é contra o Evangelho, e é também uma escolha tática suicida”. O Arcebispo sírio recorda a tal propósito, uma história que o envolveu em primeira pessoa: “Quando o conflito na Síria atingiu nossa região, o governo tinha oferecido 700 fuzis Kalashnikov a ser distribuído entre os cristãos de Hassaké, e mil para aqueles de Qamishli e eu recusei. Somos contra a violência, venha de onde vier. Como pastores, devemos apoiar os nossos povos caminhando na estrada do Evangelho, seja qual for a situação em que nos encontramos. Além disso, com certas escolhas irresponsáveis corremos o risco de expor todos os cristãos a retaliações e alvos de violência”. . <br />Fri, 20 May 2016 12:20:14 +0200AMÉRICA/PORTO RICO - Objetivos claros para reduzir a pobreza e proteger a democraciahttp://fides.org/pt/news/60068-AMERICA_PORTO_RICO_Objetivos_claros_para_reduzir_a_pobreza_e_proteger_a_democraciahttp://fides.org/pt/news/60068-AMERICA_PORTO_RICO_Objetivos_claros_para_reduzir_a_pobreza_e_proteger_a_democracia<br /> <br />San Juan – O deputado de Wisconsin, Sean Duffy, apresentou uma nova versão da normativa para contribuir na resolução da crise financeira em que se encontra Porto Rico. A recente proposta de lei para Porto Rico, que supervisiona, administra e propõe uma ação de estabilidade econômica denominada "PROMESA" , oferece instrumentos para renegociar a dívida e estabelece um conselho de supervisão fiscal. <br />Eric LeCompte, diretor executivo da “Jubilee USA Network”, a rede de organizações e comunidades religiosas, enviou a Fides a seguinte declaração: "O Congresso deveria aprovar essas normas legislativas sobre a dívida de Porto Rico o mais rápido possível. Não pode haver crescimento econômico em Porto Rico até que a dívida não for negociada. Sem uma solução negociada para a crise, esta normativa prevê instrumentos que podem ajudar a pagar a dívida em tempos e modos diferentes. Assim que o processo de aprovação do Congresso proceder, trabalharemos em algumas melhorias. Necessitamos de objetivos claros para reduzir a pobreza infantil na ilha. Queremos uma legislação que proteja os trabalhadores comuns. Nós queremos proteger a democracia local".<br />Porto Rico ainda sofre com a crise da dívida financeira, a ponto que foram cortados os serviços fundamentais para a população e se começam a ver os grupos que deixam o país por medo e devido à pobreza . <br /> Fri, 20 May 2016 00:26:48 +0200AMÉRICA - A presidência do CELAM em visita à Cúria Romana para falar sobre projetoshttp://fides.org/pt/news/60065-AMERICA_A_presidencia_do_CELAM_em_visita_a_Curia_Romana_para_falar_sobre_projetoshttp://fides.org/pt/news/60065-AMERICA_A_presidencia_do_CELAM_em_visita_a_Curia_Romana_para_falar_sobre_projetosCidade do Vaticano - A Presidência do Conselho Episcopal Latino-Americano está fazendo nestes dias sua visita anual aos vários dicastérios da Cúria Romana para uma troca de pontos de vista, em especial sobre os 80 projetos programados que vão desde a educação à evangelização, da assistência médica à promoção humana.<br />Em 19 de maio, os membros da Presidência foram recebidos pelo Papa Francisco e, segundo a nota enviada a Fides, tiveram a possibilidade de expressar, num diálogo aberto e fraterno, as preocupações por aquilo que está acontecendo no campo social, político e econômico em muitos países da América Latina.<br />O Cardeal colombiano Ruben Salazar Gomez, Arcebispo de Bogotá, Presidente do CELAM, destacou o acolhimento e a disponibilidade do Pontífice em discutir esses temas. "É sempre muito belo o encontro com o Papa, porque ele certamente tem o carisma para discernir aquilo que é mais importante e nos ajuda muito a discernir a nossa tarefa", comentou.<br />O CELAM foi criado em 1955 e é um organismo de comunhão, reflexão, colaboração e serviço como um sinal e um instrumento de colegialidade em comunhão com a Igreja universal e o seu líder, o Romano Pontífice. A atual Presidência foi eleita em 2015 e permanecerá no cargo até 2019.<br /> Fri, 20 May 2016 00:25:49 +0200OCEANIA/ILHAS SALOMÃO - Nomeação do Reitor do Seminário interdiocesano “Holy Name of Mary” de Honiarahttp://fides.org/pt/news/60064-OCEANIA_ILHAS_SALOMAO_Nomeacao_do_Reitor_do_Seminario_interdiocesano_Holy_Name_of_Mary_de_Honiarahttp://fides.org/pt/news/60064-OCEANIA_ILHAS_SALOMAO_Nomeacao_do_Reitor_do_Seminario_interdiocesano_Holy_Name_of_Mary_de_HoniaraCidade do Vaticano – O Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, em 3 de março de 2016 nomeou Reitor do Seminário interdiocesano “Holy Name of Mary” na Arquidiocese de Honiara, nas Ilhas Salomão, o rev. Paulus Suparmono, da Congregação da Missão . <br />O novo Reitor nasceu em Kulon Progo em 27 de julho de 1962. Depois de frequentar as escolas católicas de Java, em 1979 entrou para o Seminário menor em Garum, e em 1985 passou para o Instituto superior de filosofia e teologia de Malang. De 1994 a 1996 obteve um Master na Pontifícia Universidade Santo Tomás de Aquino em Roma. De 1992 a 2006 desempenhou atividades de ensino e formação em três seminários na Indonésia. Em 2007 foi eleito Superior provincial CM; nos anos 2011-2012 foi capelão na paróquia Santo Tomás de Aquino em Filadélfia ; de 2012 a 2015 foi pároco em Surabaya, East Java, Indonésia. <br /><br />Fri, 20 May 2016 00:25:17 +0200