Fides News - Portuguese (Portugal)http://fides.org/As notícias da Agência Fidespt ÁFRICA/NIGÉRIA - Nomeação do Reitor do Seminário Maior de "Santo Agostinho" em Joshttp://fides.org/pt/news/60864-AFRICA_NIGERIA_Nomeacao_do_Reitor_do_Seminario_Maior_de_Santo_Agostinho_em_Joshttp://fides.org/pt/news/60864-AFRICA_NIGERIA_Nomeacao_do_Reitor_do_Seminario_Maior_de_Santo_Agostinho_em_JosCidade do Vaticano - O Cardeal Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, em 8 de abril de 2016, nomeou Reitor do Seminário Maior de "Santo Agostinho", em Jos, o Rev. Mark Maigida Nzukwein, do clero da Diocese de Jalingo.<br />O novo Reitor nasceu em 15 de julho de 1969 e foi ordenado sacerdote em 15 de julho de 1995. Estudou no St. Thomas Aquinas Major Seminary de Makurdi e no St. Augustine’s Major Seminary de Jos. Formou-se em Ciências Religiosas na Universidade de Ibadan e fez o mestrado em Pastoral Juvenil e Catequética na Pontifícia Universidade Salesiana . Desempenhou o ministério em várias paróquias e foi Capelão diocesano dos jovens e Diretor das Pontifícias Obras Missionárias. No momento de sua nomeação, era reitor do Sacred Heart Minor Seminary de Jalingo e Vigário-geral da diocese. <br /><br />Thu, 29 Sep 2016 07:49:26 +0200AMÉRICA/ARGENTINA - "Cuidemos de nossa língua materna": encontro da Pastoral Indígenahttp://fides.org/pt/news/60860-AMERICA_ARGENTINA_Cuidemos_de_nossa_lingua_materna_encontro_da_Pastoral_Indigenahttp://fides.org/pt/news/60860-AMERICA_ARGENTINA_Cuidemos_de_nossa_lingua_materna_encontro_da_Pastoral_IndigenaSanta Fé - Professores de dez povos indígenas e professores também não-indígenas participaram do XV Encontro de Educadores Indígenas que teve lugar nos dias 23, 24 e 25 de setembro na cidade de Avellaneda, Santa Fé , com o slogan "Se é mãe é sagrada. Cuidemos de nossa língua".<br />A equipe nacional da Pastoral Aborígine , responsável pela organização do evento, descreveu o trabalho como "um espaço criado com o objetivo de que os participantes possam pensar livremente sua tarefa como professores indígenas, destacando o duplo compromisso que isso implica, na preservação de sua cultura e permitindo também fortalecer os laços de igualdade entre os povos".<br />"Este ano - de acordo com a nota enviada pela AICA - o tema de reflexão sugerido aos povos indígenas é a autodeterminação. Neste sentido, acreditamos que a língua materna é uma das forças ancestrais fundamentais para a autodeterminação. Portanto, o tema da língua materna será a espinha dorsal do nosso encontro" sublinha a Endepa.<br />O Bispo da Diocese de Reconquista, Presidente da Comissão Episcopal para a Pastoral Aborígene, Dom Ángel José Macin, sublinhou que "a maternidade sagrada da língua é uma relação direta com a sabedoria dos povos indígenas" e incentivou uma fecunda obra de profunda reflexão sobre este tema.<br />Dentre os participantes estavam os representantes dos povos Qom Pilaga, Diaguitas, Huarpes, Mapuches, Ava Guarani, Wichi, Kolla, Guarani Mbyá e Mocovi, que durante o encontro partilharam suas experiências na própria realidade e juntos deram vida a laboratórios de reflexão com propostas para novas iniciativas. <br />Thu, 29 Sep 2016 07:39:05 +0200AMÉRICA/CHILE - Fórum Araucania: as soluções devem chegar diretamente dos povos da regiãohttp://fides.org/pt/news/60859-AMERICA_CHILE_Forum_Araucania_as_solucoes_devem_chegar_diretamente_dos_povos_da_regiaohttp://fides.org/pt/news/60859-AMERICA_CHILE_Forum_Araucania_as_solucoes_devem_chegar_diretamente_dos_povos_da_regiaoSantiago – Com o slogan "Em busca de acordos e de desenvolvimento para a região", e a participação de várias personalidades políticas como o Ministro do Interior, Mario Fernandez, teve início o fórum "Todos somos Araucanía", evento organizado pela Sofofa , organismo que reúne mais de 4000 empresas, 38 associações e 23 sindicatos chilenos.<br />"A realidade de La Araucania é agora um problema de todo o Chile, não é um problema daquela região em especial. A violência e a fragilidade do estado de direito no sul devem ser enfrentadas com urgência", disse o Presidente da Sofofa na abertura do evento, em 27 de setembro.<br />Em sua intervenção, o Bispo da Diocese de Temuco, Dom Héctor Eduardo Vargas Bastidas, S.D.B., que preside a mesa de trabalho sobre La Araucanía , disse: "Infelizmente, a crescente diversidade das vítimas da violência rural, que afeta os agricultores, pequenos proprietários, trabalhadores e suas famílias, poderia levar ao risco de estigmatizar as demandas legítimas do povo mapuche, que não devem ser confundidas de nenhuma forma com as ações reprováveis de grupos radicais". Então, ele acrescentou: "Todos nós devemos ter cuidado de como falar quando tratamos o problema, evitando a ideia de que esta é uma luta entre mapuche e agricultores, ou pior, entre os mapuches e colonos".<br />Afetou muito o pronunciamento do Ministro do Interior, Fernandez, que em seu discurso destacou que algumas medidas, como o aumento da força policial, foram insuficientes para superar o problema. "Manter a pobreza, a insegurança e a violência responde, certamente, a causas sistêmicas, e requer abordagens globais para enfrenta-las", disse. Ele acrescentou que a solução é a de "alterar radicalmente o curso das coisas: análises e soluções devem chegar diretamente dos povos da região, mapuche e não mapuche". <br /><br />Thu, 29 Sep 2016 23:07:16 +0200AMÉRICA/COLÔMBIA - As crianças consomem marjuana já aos sete anos de idadehttp://fides.org/pt/news/60858-AMERICA_COLOMBIA_As_criancas_consomem_marjuana_ja_aos_sete_anos_de_idadehttp://fides.org/pt/news/60858-AMERICA_COLOMBIA_As_criancas_consomem_marjuana_ja_aos_sete_anos_de_idadeMedellín – O consumo de drogas e a toxicodependência são um fenômeno muito comum entre os menores de idade de Medellín. No departamento de Antioquia, foi documentado que a partir dos sete anos de idade as crianças consomem, principalmente, marjuana. O que agrava o problema é a falta de instrução de pais e adultos que não são capazes de identificar a dependência nos próprios filhos. Num comunicado divulgado por ESE Hospital Carisma, Centro de Assistência e Reabilitação Integral para a Saúde Mental de Antioquia, se lê que “a família não possui os instrumentos para poder identificar este tipo de risco, os pais não percebem de qual substância os filhos estão abusando e quando se dão conta, já desenvolveram uma dependência”. Recentemente, foi registrado um incremento de internações de menores de 15 anos toxicodependentes, que consomem sobretudo marjuana. “De um ou dois, passamos a 35, uma cifra alarmante”, continua o comunicado. Segundo os dados revelados pela ESE Hospital Carisma, a cocaína é a principal substância de consumo em Antioquia, seguem marjuana, basuco e opiáceos.<br />O Centro oferece desde 1973 um serviço contra a toxicodependência e atualmente está desenvolvendo um projeto-piloto que prevê a preparação de especialistas que possam intervir com estratégias educacionais, de promoção, prevenção e reabilitação dos menores.<br /> Thu, 29 Sep 2016 23:04:53 +0200EUROPA/AZERBAIJÃO - Presidente Aliyev: islamofobia e xenofobia são o “novo fascismo” que ameaça a Europahttp://fides.org/pt/news/60866-EUROPA_AZERBAIJAO_Presidente_Aliyev_islamofobia_e_xenofobia_sao_o_novo_fascismo_que_ameaca_a_Europahttp://fides.org/pt/news/60866-EUROPA_AZERBAIJAO_Presidente_Aliyev_islamofobia_e_xenofobia_sao_o_novo_fascismo_que_ameaca_a_EuropaBaku – Às vésperas da visita do Papa Francisco à Geórgia e Azerbaijão , o Presidente azeri Ilham Aliyev denunciou o risco de um ressurgimento do fascismo no coração do Velho Continente, sob a forma de impulsos xenófobos e islamofóbicos que se difundem em medida crescente em muitas nações europeias. “Hoje”, declarou o Presidente da república europeia, intervindo no 5° Fórum humanitário internacional em curso em Baku, “alguns políticos e especialistas mundiais estão construindo uma imagem negativa do Islã, relacionando-a com o terror e ao mesmo tempo, esquecendo de dizer que os países mais atingidos pelo terrorismo são os islâmicos”. <br />Aliyev teve palavras de elogio aos líderes europeus que apoiam políticas de acolhimento solidário em relação aos refugiados, mas também estigmatizou as escolhas das cláusulas seletivas sobre políticas humanitárias, fechando as portas aos migrantes e refugiados de religião islâmica. Tais fechamentos – disse o Chefe de Estado – são sintoma de que “o fascismo está mais uma vez erguendo a cabeça na Europa” e evidencia a urgência de “contrastar conjuntamente a difusão de sentimentos radicais como a islamofobia e a xenofobia. Em caso contrário” acrescentou Aliyev “tudo isso pode levar a uma nova onda de fascismo”. .<br />Thu, 29 Sep 2016 15:21:23 +0200ÁFRICA/NIGÉRIA - Sequestrado o Reitor do Seminário Maior de Tansihttp://fides.org/pt/news/60862-AFRICA_NIGERIA_Sequestrado_o_Reitor_do_Seminario_Maior_de_Tansihttp://fides.org/pt/news/60862-AFRICA_NIGERIA_Sequestrado_o_Reitor_do_Seminario_Maior_de_TansiAbuja – Foi sequestrado o Reitor do Seminário Maior de Tansi, pe. Emmanuel Dim. Foi o que disse o pe. Hyginus Aghaulor, Diretor das Comunicações Sociais da diocese de Nnewi, no Estado Anambra, no sudeste da Nigéria. <br />Segundo pe. Aghaulor, às 19h de segunda-feira, 26 de setembro, na estrada Nkpologwu/Nimbo, no estado de Enugu, alguns pastores Fulani fortemente armados interditaram o automóvel em que viajava pe. Dim com outros dois sacerdotes. “Os três padres estavam voltando de Nsukka a Onitsha e a Nnewi, quando foram atacados”. Ficaram feridos também os outros dois sacerdotes, de modo leve. Pe. Ezeokana ensina seja no Seminário maior de Onitsha como na Nnamdi Azikiwe University de Awka. <br />“Pe. Chukwuemeka, Capelão do San Camillus de Lellis College of Health Science, na Nnamdi Azikiwe University, em Nnewi, foi atingido na cabeça por arma de fogo e transferido do hospital de Enugu para o de Nnewi”.<br />Pe. Dim encontra-se ainda refém de seus sequestradores, que pediram um resgate de 2,5 milhões de Naira. “A Conferência Episcopal da Nigéria proibiu o pagamento de resgates em casos de sequestros de sacerdotes”, explicou pe. Aghaulor.<br />Pe. Aghaulor denuncia que “no mesmo dia 26 de setembro, um padre vicentino cujo nome ainda deve ser confirmado, foi sequestrado com seu irmão na rodovia Abuja-Lokoja; outro sacerdote católico, pe. Emmanuel Ugwu, foi sequestrado em 9 de agosto de 2014 na estrada Ugwuogo-Nike-Opi, enquanto há poucas semanas um seminarista foi morto a sangue frio em Attakwu, no estado de Enugu”. “Começamos a nos questionar se os padres católicos estão se tornando uma espécie em risco”, advertiu o Diretor das Comunicações Sociais. <br />Segundo Pe. Aghaulor, as autoridades dos estados meridionais e o governo federal não estão fazendo nada para proteger os habitantes das violências dos pastores Fulani: “Enquanto os inocentes são deixados sem proteção, vemos os militares proteger oleodutos no Delta do Níger, como se o petróleo fosse mais importante do que as pessoas. Por que a população é assassinada sem razão, em sua própria terra?”. <br />Thu, 29 Sep 2016 15:20:35 +0200ÁSIA/LÍBANO - Patriarca maronita: refugiados palestinos têm o ‘direito natural’ de retornar à sua pátriahttp://fides.org/pt/news/60861-ASIA_LIBANO_Patriarca_maronita_refugiados_palestinos_tem_o_direito_natural_de_retornar_a_sua_patriahttp://fides.org/pt/news/60861-ASIA_LIBANO_Patriarca_maronita_refugiados_palestinos_tem_o_direito_natural_de_retornar_a_sua_patriaBkerkè – O reconhecimento internacional do Estado da Palestina é improrrogável, se se quer favorecer o restabelecimento da paz no Oriente Médio. E é preciso também apoiar e garantir o retorno à própria pátria de todos os refugiados palestinos ainda dispersos no Oriente Médio, o que representa um “direito natural” para eles. Assim, o Patriarca maronita Boutros Bechara Rai definiu a prerrogativa reivindicada pelos palestinos descendentes de populações árabes que fugiram da Palestina após o nascimento do Estado de Israel. <br />A declaração foi feita na sede patriarcal de Bkerkè, em 26 de setembro, recebendo uma representação do Comitê presidencial para Assuntos da Igreja na Palestina, liderado por Hanna Amira - membro do Comitê executivo da OLP - e que compreende, dentre outros, também o Conselheiro presidencial Ramzi Khoury, o embaixador Issa Kassissieh – Representante do Estado da Palestina junto à Santa Sé – e a professora Vera Baboun, prefeita de Belém. <br />O Primaz da Igreja maronita reiterou que na questão palestina, continua a existir uma “grave violação da verdade e da justiça” e que a falta de reconhecimento da opressão sofrida pelo povo palestino continua representando um fator objetivo na persistência de focos de guerra na região, fragilizando todas as tentativas de estabelecer uma paz autêntica e duradoura no Oriente Médio. . <br /><br /><br />Thu, 29 Sep 2016 15:19:40 +0200ÁSIA/ÍNDIA - Extremistas hindus disturbam encontros de cristãoshttp://fides.org/pt/news/60863-ASIA_INDIA_Extremistas_hindus_disturbam_encontros_de_cristaoshttp://fides.org/pt/news/60863-ASIA_INDIA_Extremistas_hindus_disturbam_encontros_de_cristaosBangalore - Um encontro sobre o Evangelho interrompido com violência e um estande com Bíblias e material cristão devastado: estes episódios de violência foram perpetrados por extremistas hindus contra cristãos indianos. Como apurado pela Fides, no primeiro caso, o encontro doméstico promovido pelo pastor pentecostal Daniel, no distrito de Shimoga , foi interrompido por extremistas hindus que reclamavam de um presumível proselitismo e chamaram a polícia que, ao chegar ao local, deteve o Pastor e os fiéis. <br />O segundo episódio se verificou durante a festividade do “Krishi Mela” em Dharward, ainda em Karnataka, onde, em meio aos estande, havia um em que os cristãos falavam livremente com as pessoas, anunciando a Boa Nova e apresentando a Bíblia impressa em hindi. Cerca de vinte extremistas chegaram ao local e começaram a realizar atos vandálicos, agredindo os voluntários e destruindo as Bíblias. <br />Falando à Fides, Sajan K. George, líder do “Conselho global dos cristãos indianos” condenou as violências contra cristãos, notando que “os elementos radicais disturbam a ordem social e religiosa, causando tensões intercomunitárias na sociedade. Rezar ou mesmo distribuir Bíblias não são gestos criminosos e sim uma liberdade garantida pela Constituição”. <br />Thu, 29 Sep 2016 15:18:57 +0200ÁSIA/PAQUISTÃO - Duas parábolas em versão moderna em cena para anunciar o Evangelho da misericórdiahttp://fides.org/pt/news/60865-ASIA_PAQUISTAO_Duas_parabolas_em_versao_moderna_em_cena_para_anunciar_o_Evangelho_da_misericordiahttp://fides.org/pt/news/60865-ASIA_PAQUISTAO_Duas_parabolas_em_versao_moderna_em_cena_para_anunciar_o_Evangelho_da_misericordiaKarachi – Encenar duas parábolas, revistas e atualizadas em versão moderna, para anunciar o Evangelho da misericórdia: foi a iniciativa organizada, como um dos eventos do Ano jubilar, pelo Centro catequético da Arquidiocese de Karachi, dirigido pelo pe. Arthur Charles. Como informado à Fides, mais de 500 jovens, professores, pais, agentes pastorais, catequistas, sacerdotes e religiosas provenientes de toda a Arquidiocese, assistiram à performance nos dias passados, na paróquia de São Lucas, em Karachi. <br />“A finalidade – refere a Fides pe. Charles – era dar relevo às obras de misericórdia e destacar a atitude justa a ser cultivada para cada cristão, não só durante o Ano Santo”. Explica o Diretor: “Tudo nasce de uma relação pessoal com Jesus Cristo. Haverá sempre algo a fazer para ajudar os outros. Podemos aprender com aqueles que realizam um serviço desinteressado à comunidade. Nutrir os famintos, vestir os nus, acolher os estrangeiros, cuidar dos doentes, educar as crianças, enterrar os mortos. Hoje todos nós somos interpelados a viver o espírito evangélico da misericórdia”. <br />As duas parábolas encenadas foram as do homem rico que fala com o mendicante Lázaro e o da ovelha perdida, transformadas em duas históricas vividas por personagens da era contemporânea. Pe. Saleh Diego, Vigário da Arquidiocese, presente na apresentação, afirmou: “A nossa vida é servir e doar-se ao próximo. Deus nos abençoou doando-nos hoje a consciência de que o nosso tempo, os talentos, os nossos recursos devem ser compartilhados com nossos irmãos e irmãs necessitados”.<br />O evento foi transmitido ao vivo na televisão pelo canal “Good News Tv”, emissora católica de Karachi, dando a possibilidade a muitos outros, batizados e não, de seguir a obra teatral e “deixar-se tocar pela misericórdia do Senhor”, conclui pe. Charles. <br /><br /><br /><br />Thu, 29 Sep 2016 15:18:23 +0200AMÉRICA/COLÔMBIA - Uma nova vida para as crianças-soldado libertadas pelas FARChttp://fides.org/pt/news/60852-AMERICA_COLOMBIA_Uma_nova_vida_para_as_criancas_soldado_libertadas_pelas_FARChttp://fides.org/pt/news/60852-AMERICA_COLOMBIA_Uma_nova_vida_para_as_criancas_soldado_libertadas_pelas_FARCBogotá - Como parte do acordo emitido ao final de 52 anos de guerra civil na Colômbia , as FARC libertaram 13 crianças-soldado que estavam recrutadas em suas tropas, entregando-as ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha . Em comunicado recebido pela Fides, o CICR declarou que os menores estão em boas condições de saúde e que seriam levados para alojamentos temporários, sob supervisão do Fundo para a Infância das Nações Unidas. A identidade dos 13 menores não foi divulgada, a fim de protegê-los. <br />As FARC foram acusadas há tempos de recrutar menores à força, mas os número de menores envolvidos é desconhecido. O grupo guerrilheiro declarou que no início de 2016, havia em suas tropas apenas 21 membros menores de 15 anos. O Ministro da Defesa, por sua vez, declarou a presença, em maio deste ano, de cerca 170 membros menores de idade. Desde 1999, a Agência que se ocupa de assuntos sociais na Colômbia acompanhou pelo menos 6 mil casos de crianças-soldado sequestradas por grupos armados ilegais ou abandonados. Segundo estimativas oficiais, 60% delas estavam nas FARC. E ainda, o recrutamento forçado foi um dos principais motivos do deslocamento interno, visto que as famílias, com medo da ameaça que as forças armadas rebeldes pudessem sequestrar seus filhos, abandonaram as áreas rurais. <br /> <br />Wed, 28 Sep 2016 08:07:32 +0200AMÉRICA/MÉXICO - Milhares de haitianos na fronteira com os EUA: necessário mais apoio do governo mexicanohttp://fides.org/pt/news/60855-AMERICA_MEXICO_Milhares_de_haitianos_na_fronteira_com_os_EUA_necessario_mais_apoio_do_governo_mexicanohttp://fides.org/pt/news/60855-AMERICA_MEXICO_Milhares_de_haitianos_na_fronteira_com_os_EUA_necessario_mais_apoio_do_governo_mexicanoTijuana – Em 2016, 7.800 haitianos chegaram ao México da Guatemala na tentativa de alcançar os Estados Unidos, como informam as autoridades mexicanas da imigração. O Instituto nacional de Migrações afirma que 1.701 pessoas provêm de países africanos e 3.753 de países asiáticos, segundo os carimbos de ingresso no Centro de imigração da cidade de Tapachula, no confim com a Guatemala.<br />Visto que os migrantes não podem ser repatriados, o México lhes concede um visto temporário de 20 dias para atravessar o país e chegar aos Estados Unidos, seu destino final. Todavia, na semana passada, o governo dos Estados Unidos intensificou os esforços para expulsar os haitianos, que chegaram em milhares nos últimos meses atravessando o confim da Califórnia com o México. Várias assinalações foram feitas à Fides sobre esta difícil situação. Em Tijuana, cidade mexicana próxima da fronteira estadunidense, os haitianos devem aguardar até três semanas para uma audiência para apresentar seu caso às autoridades do Bureau of Customs and Border Protection dos EUA. Neste meio tempo, muitos são obrigados a procurar um lugar para dormir e o que comer nesta cidade mexicana. <br />Padre Patrick Murphy, dos Missionários Scalabrinianos , Coordenador geral da rede Casa dos Migrantes, que administra a Casa do Migrante em Tijuana, já acolheu milhares de haitianos à espera de uma audiência com as autoridades, mas considera necessário um maior apoio do governo mexicano: “não só porque é necessário, mas porque esta situação está apenas no início”, disse. Nestes dias, está sendo ativada a parceria da Igreja católica com membros de outras Igrejas cristãs para ajudar os haitianos que estão na parte dos EUA, especialmente na área de Baja Califórnia.<br /> <br />Wed, 28 Sep 2016 08:06:54 +0200EUROPA/INGLATERRA E GALES - Nomeação do Diretor nacional das POM, pe. Anthony Chantry MHMhttp://fides.org/pt/news/60851-EUROPA_INGLATERRA_E_GALES_Nomeacao_do_Diretor_nacional_das_POM_pe_Anthony_Chantry_MHMhttp://fides.org/pt/news/60851-EUROPA_INGLATERRA_E_GALES_Nomeacao_do_Diretor_nacional_das_POM_pe_Anthony_Chantry_MHMCidade do Vaticano – Em 17 de março de 2016, o Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, nomeou como Diretor nacional das Pontifícias Obras Missionárias na Inglaterra e Gales, por um quinquênio, , o rev.do pe. Anthony Chantry, da Sociedade Missionária de São José de Mill Hill . <br />O novo Diretor nacional nasceu em 23 de setembro de 1954. Em 1975/78 estudou no seminário na Holanda. Depois de uma experiência pastoral de um ano no Quênia, no período de 1979/1981 realizou estudos teológicos no Colégio MHM de Londres. De 1981 a 1990 prestou serviço pastoral na arquidiocese de Kisumu, no Quênia. No período de 1990/1992 obteve um Master in teologia em Chicago . De 1992 a 1994 foi Diretor pastoral, e de 1994 a 2000, Reitor no Colégio MHM de Londres. Em 2001 passou um ano de estudos em Jerusalém. De 2001 a 2005 foi pároco na diocese de Kroonstad, na África do Sul, e obteve um Master em Management Conflict na Universidade Port Elizabeth . Em 2005 foi eleito Superior geral da MHM, e reconfirmado em 2010. Em 2015 transcorreu um ano sabático na Catholic Theological Union de Chicago . <br /><br />Wed, 28 Sep 2016 08:06:09 +0200AMÉRICA/NICARÁGUA - “Nica Act”: para o Card. Brenes “serão os mais pobres a pagar”http://fides.org/pt/news/60850-AMERICA_NICARAGUA_Nica_Act_para_o_Card_Brenes_serao_os_mais_pobres_a_pagarhttp://fides.org/pt/news/60850-AMERICA_NICARAGUA_Nica_Act_para_o_Card_Brenes_serao_os_mais_pobres_a_pagarManágua – No início da semana passada, a Câmara dos representantes dos Estados Unidos aprovou uma proposta de lei, o “Nicaraguan investment conditionality act”, rebatizada “Nica Act”, que prevê sanções contra o Governo de Daniel Ortega. A disposição terá como consequência inicial o impedimento da Nicarágua acessar a fundos internacionais. O governo da Nicarágua, em nota de imprensa, rejeitou o "Nica Act", definindo-o uma grave violação do Direito Internacional e da Carta das Nações Unidas. <br />O Arcebispo de Manágua, Card. Leopoldo Brenes, comentou: “Não há dúvidas que esta iniciativa terá impacto no campo econômico, seja para os privados como para a população pobre. Muitos programas realizados no país através de ajudas serão comprometidos. Nosso governo deveria procurar um plano alternativo porque é responsável pelo progresso e o desenvolvimento do povo nicaraguense” prosseguiu o Cardeal, concluindo: “este plano deveria tutelar principalmente a população mais pobre, a fim de que não seja afetada tão duramente”. <br />Segundo dados apurados pela Fides, este projeto de lei dos Estados Unidos será uma pressão a fim de que as próximas eleições de 6 de novembro na Nicarágua sejam livres e monitoradas por observadores internacionais.<br /> <br />Wed, 28 Sep 2016 08:05:29 +0200ÁFRICA/ÁFRICA DO SUL - “Subsídios estatais para permitir aos pobres o ensino superior” pedidos pelos Bisposhttp://fides.org/pt/news/60854-AFRICA_AFRICA_DO_SUL_Subsidios_estatais_para_permitir_aos_pobres_o_ensino_superior_pedidos_pelos_Bisposhttp://fides.org/pt/news/60854-AFRICA_AFRICA_DO_SUL_Subsidios_estatais_para_permitir_aos_pobres_o_ensino_superior_pedidos_pelos_BisposJohanesburgo - "Queremos um plano realista para tornar possível para às famílias pobres e da classe operária de terem acesso ao ensino superior depois de 2017", afirmam os Bispos da África do Sul, depois que o Ministro da Educação, BE Nzimande, anunciou um aumento das taxas universitárias e dos colégios, não superior a 8% para o próximo ano. O ministro também afirmou que as taxas não aumentarão para os alunos que recebem empréstimos do National Student Financial Aid Scheme e que o governo vai fornecer subsídios para os estudantes de famílias pobres.<br />No comunicado, enviado à Agência Fides, a Southern African Catholic Bishops’ Conference afirma que "enquanto as medidas ad ínterim do governo não fornecem uma solução duradoura para um modelo de financiamento do sistema educacional”, os Bispos pedem "uma atenção especial aos estudantes pobres que neste momento não podem ou têm grandes dificuldades em pagar as taxas”, invocando a concessão de subsídios do Governo para os pobres a fim de que possam cobrir integralmente o pagamento das taxas escolares.<br />Os Bispos, enfim, lançaram um apelo à calma e em prol da discussão pacífica: "Estamos cientes de que as medidas provisórias do Governo não serão bem aceitas por todos e esperamos um diálogo aberto e honesto entre todas as partes interessadas para encontrar uma saída”.<br />"Condenamos a escalada de violência nos campos e o vandalismo que destrói os recursos investidos para educar os futuros líderes da nação. A violência traz mais mal do que bem para a nossa nação. Pedimos uma liderança mais ética da parte de todos, incluindo dos guardiões da lei e da ordem", concluem. <br /><br />Wed, 28 Sep 2016 00:47:08 +0200EUROPA/ITÁLIA - Dom Mazzolari por 30 anos missionário no Sudãohttp://fides.org/pt/news/60849-EUROPA_ITALIA_Dom_Mazzolari_por_30_anos_missionario_no_Sudaohttp://fides.org/pt/news/60849-EUROPA_ITALIA_Dom_Mazzolari_por_30_anos_missionario_no_SudaoConcesio - O compromisso missionário e as obras de serviço ao próximo de Dom Cesare Mazzolari , que passou 30 anos de sua vida na África subsaariana, no Sudão, será lembrado numa exposição biográfica que será aberta em 30 de setembro, no Centro de Estudos do Instituto Paulo VI, em Concesio , informa uma nota enviada a Fides. A mostra, intitulada “Pessoa para os outros”, irá repercorrer as principais etapas da vida do missionário na África, por meio de onze grandes painéis de exibição, e será aberta com um encontro-testemunho com alguns agentes do setor humanitário no Sudão do Sul que conheceram ou colaborado com ele e continuam a fazê-lo hoje através da Fundação CESAR Ong de Concesio. A exposição permanecerá aberta até 15 de outubro.<br />Dom Mazzolari nasceu em Brescia em 9 de fevereiro de 1937. Entrou para os Missionários Combonianos e foi ordenado sacerdote em 17 de março de 1962. Depois de uma primeira experiência missionária nos Estados Unidos, entre os negros e mexicanos, em 1981, ele chegou ao Sudão, onde trabalhou na Diocese de Tombura-Yambio, depois na Arquidiocese de Juba, e enfim, na Diocese de Rumbek , da qual foi ordenado bispo em 6 de janeiro de 1999 pelo Papa João Paulo II. Morreu 16 de julho de 2011, na sequência de uma doença que o atingiu enquanto celebrava missa, poucos alguns dias após a celebração da independência do Sudão do Sul, da qual tinha participado. Conforme Fides, o Estado dos Lagos declarou três dias de luto nacional pela morte do missionário. Para permitir a entrada na igreja na fila interminável de homens e mulheres, católicos, mas também muçulmanos e animistas, que vieram de todos os cantos do país para prestar homenagem a Dom Mazzolari, as portas da Catedral de Rumbek permaneceram abertas dia e noite. De acordo com o seu desejo, o bispo foi enterrado na Catedral. <br /><br />Wed, 28 Sep 2016 00:11:38 +0200ÁSIA/TERRA SANTA - O Bispo Shomali: “Peres é um homem de paz. Em Israel, precisa-se de homens como ele”http://fides.org/pt/news/60853-ASIA_TERRA_SANTA_O_Bispo_Shomali_Peres_e_um_homem_de_paz_Em_Israel_precisa_se_de_homens_como_elehttp://fides.org/pt/news/60853-ASIA_TERRA_SANTA_O_Bispo_Shomali_Peres_e_um_homem_de_paz_Em_Israel_precisa_se_de_homens_como_eleJerusalém - “Perdemos um grande homem. Homem do diálogo inter-religioso e intercultural. Um homem de paz. Rezemos para que em Israel nasçam homens como ele, porque precisamos muito de homens assim, neste período”. Assim o Bispo William Shomali, Vigário patriarcal para Jerusalém e a Palestina do Patriarcado latino de Jerusalém, comenta para a Agência Fides a morte do ex-Presidente israelense Shimon Peres, que faleceu hoje, 28 de setembro, aos 93 anos. Alguns dias atrás, o idoso líder foi internado no hospital Sheba de Tel Aviv após uma isquemia cerebral.<br />Shimon Peres foi por muito tempo expoente de primeiro plano do Partido Laborista Israelense, guiado por ele ininterruptamente de 1977 al 1992 e sucessivamente em vários períodos até 2005. Antes de se tornar Presidente de Israel - de 2007 a 2014 – ocupou altos cargos de governo, inclusive o de Primeiro-Ministro e Ministro do Exterior . Em 1994, Peres recebeu o Prêmio Nobel da Paz na companhia de Yitzhak Rabin e Yasser Arafat pelos esforços no processo de paz no Oriente Médio, que culminaram com os Acordos de Oslo. <br />Em sua longa carreira política, Peres se reuniu com três Pontífices: João Paulo II, Bento XVI e Francisco. O seu último encontro com o atual Bispo de Roma foi no Vaticano em 20 de junho passado. Em outubro de 2010, entrevistado pela revista 30Giorni acerca das relações entre Israel e Santa Sé, o então Presidente israelense respondeu: “As relações são as melhores possíveis há dois mil anos. Desde os tempos de Jesus até hoje sempre mantivemos ótimas relações”. .Wed, 28 Sep 2016 16:00:11 +0200ÁSIA/JORDÂNIA - Homicídio Hattar: o Administrador apostólico Pizzaballa manifestará o pesar à família do escritor assassinadohttp://fides.org/pt/news/60857-ASIA_JORDANIA_Homicidio_Hattar_o_Administrador_apostolico_Pizzaballa_manifestara_o_pesar_a_familia_do_escritor_assassinadohttp://fides.org/pt/news/60857-ASIA_JORDANIA_Homicidio_Hattar_o_Administrador_apostolico_Pizzaballa_manifestara_o_pesar_a_familia_do_escritor_assassinadoAmã – A primeira visita oficial à Jordânia do Arcebispo Pierbattista Pizzaballa OFM, novo Administrador apostólico do Patriarcado Latino de Jerusalém, ocorrerá de forma sóbria, mantendo os ritos religiosos programados, mas eliminando todos os momentos de celebração e de festa, levando em consideração as “dificuldades pelas quais a Jordânia está atravessando” e, sobretudo, os sentimentos de luto vividos pela família do intelectual Nahed Hatter, assassinado domingo passado diante do Tribunal de Amã.<br />Foi o que divulgou o Vicariato para a Jordânia do Patriarcado latino de Jerusalém, acrescentando que sexta-feira, 30 de setembro, durante a visita à Jordânia, o Arcebispo Pizzaballa visitará também Fuhieis e naquela ocasião levará pessoalmente suas condolências à família do escritor assassinado. <br />Nahed Hattar pertencia a uma família católica de rito latino, mas não era praticante. Já em seus tempos de estudante, ficou conhecido por sua adesão à posições políticas de esquerda. Em agosto, Hattar foi convocado a julgamento por compartilhar no facebook uma charge intitulada “O deus do Daesh”, na qual retratava um conhecido jihadista ligado ao autoproclamado Estado Islâmico e recentemente morto em um ataque estadunidense, deitado com duas mulheres em sua tenda, no paraíso, ordenando a Deus, com desprezo, um cálice de vinho. A divulgação da charge por parte do ativista político desencadeou polêmicas na mídia social. Hattar também foi enviado a julgamento, acusado de difundir “material que ofende sentimentos e crenças religiosas”. Domingo de manhã, enquanto se dirigia ao tribunal de Amã para uma audiência relativa a este caso, foi morto com três tiros por um desconhecido que conseguiu fugir sem deixar sinal. .<br />Wed, 28 Sep 2016 15:59:45 +0200ÁFRICA/SENEGAL - Migração na África: congresso promovido por organizações católicashttp://fides.org/pt/news/60856-AFRICA_SENEGAL_Migracao_na_Africa_congresso_promovido_por_organizacoes_catolicashttp://fides.org/pt/news/60856-AFRICA_SENEGAL_Migracao_na_Africa_congresso_promovido_por_organizacoes_catolicasDacar - O Senegal vai sediar um encontro regional sobre migração intra e inter-regional na África, promovido pela rede Migration et Développement de la Société Civile en Afrique . Segundo o comunicado enviado à Agência Fides, o evento se realizará nos dias 3 e 4 de outubro em Dacar. No centro das discussões, estará o papel da sociedade civil na proteção dos direitos dos migrantes.<br />Eis os temas em debate: os procedimentos que garantem a mobilidade nas várias regiões da África; o reconhecimento do papel da sociedade civil na aplicação e no controle dos acordos de livre circulação; a evolução do plano de ação de La Vallette e o papel da sociedade civil a propósito.<br />Os participantes provêm de países da África ocidental e central, do Magreb e da Europa, representando organizações de direitos humanos, de desenvolvimento, do trabalho e várias organizações de migrantes e da diáspora, autoridades públicas e múltiplas organizações internacionais.<br />MADE Afrique é dirigida pela Caritas Senegalesa, que faz parte da rede Migração e Desenvolvimento da Sociedade Civil criada pela Comissão Internacional Católica para as Migrações . Wed, 28 Sep 2016 15:59:09 +0200ÁSIA/ÍNDIA - Ex-menino de rua abre "bar-biblioteca" para menores sem casahttp://fides.org/pt/news/60841-ASIA_INDIA_Ex_menino_de_rua_abre_bar_biblioteca_para_menores_sem_casahttp://fides.org/pt/news/60841-ASIA_INDIA_Ex_menino_de_rua_abre_bar_biblioteca_para_menores_sem_casaMumbai - Foi recentemente aberto um bar-biblioteca para as crianças pobres de rua na capital financeira da Índia. Trata-se do Bombay to Barcelona e nasceu do sonho de um ex-menino de rua que com coragem e compromisso realizou o projeto. O bar, inaugurado em meados de agosto de 2016, acolhe pessoas de todos os tipos e tem preços acessíveis a todos. Por exemplo, um xícara de chá custa apenas 10 rúpias, assim como na rua. O local é frequentado por muitos ex-meninos de rua do orfanato Snehasadan de Mumbai de onde vem o ex-menino de rua, agora adulto, que abriu o Bombay to Barcelona. Alguns também trabalham lá. De acordo com o censo do Tata Institute of Social Sciences e da organização de voluntários Action Aid India, em Mumbai, existem 37.059 crianças que vivem na rua. Duas a cada cinco sofreram abusos físicos, sexuais ou verbais ou fome. <br /><br /><br />Tue, 27 Sep 2016 08:10:20 +0200ÁSIA/LÍBANO - Entre os jovens libaneses com menos de 25 anos, apenas 25% são cristãoshttp://fides.org/pt/news/60846-ASIA_LIBANO_Entre_os_jovens_libaneses_com_menos_de_25_anos_apenas_25_sao_cristaoshttp://fides.org/pt/news/60846-ASIA_LIBANO_Entre_os_jovens_libaneses_com_menos_de_25_anos_apenas_25_sao_cristaosBeirute - Atualmente, os cristãos são responsáveis por 34% da população libanesa inscrita no registo civil. Mas, se concentrarmos a atenção na faixa da população libanesa de até 25 anos, a percentagem de cristãos cai para 25%. Estes são os dados demográficos mais eloquentes sobre a consistência numérica atual da componente cristã no Líbano, divulgados pelo vice-presidente da Liga Maronita Hiam Boustany na Conferência convocada ontem pelo Movimento para a Terra no convento de Mar Yacoub, no povoado de Karm Saddeh e dedicado à venda de terras pertencentes a proprietários cristãos.<br />O encontro de estudo - refere a mídia libanesa - focalizou a atenção no crescimento das mudanças de propriedade de terra um tempo propriedade dos cristãos e depois dos muçulmanos, confirmando que este fenômeno está diretamente relacionado com o enfraquecimento da presença cristã em vastas áreas rurais do País dos Cedros, e também nas áreas costeiras de Zgharta e Kura. A conferência lançou novamente o alarme sobre a necessidade de evitar abusos e operações imobiliárias ilegais que colocam em risco o equilíbrio demográfico no qual se funda o frágil sistema institucional libanês. .<br />Tue, 27 Sep 2016 07:59:11 +0200