Fides News Portuguêshttp://fides.org/As notícias da Agência Fidesen-usÁFRICA/COSTA DO MARFIM – Nomeado o novo Reitor do Seminário maior “São Paulo” na diocese de Yopougonhttp://fides.org/pt/news/38590-AFRICA_COSTA_DO_MARFIM_Nomeado_o_novo_Reitor_do_Seminario_maior_Sao_Paulo_na_diocese_de_Yopougonhttp://fides.org/pt/news/38590-AFRICA_COSTA_DO_MARFIM_Nomeado_o_novo_Reitor_do_Seminario_maior_Sao_Paulo_na_diocese_de_YopougonCidade do Vaticano – No dia 19 de setembro de 2014, o Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, nomeou como Reitor do Seminário maior nacional filosófico “São Paulo”, chamado “Abadjin-Kouté”, na diocese de Yopougon , o rev. Bonzo Jean Kouassi, do clero diocesano de Grand-Bassam. <br />O novo Reitor nasceu em Dabou em 30 de março de 1972 e foi ordenado sacerdote em 26 de abril de 2003. Estudou filosofia no Seminário maior Abadjin-Kouté e teologia no Seminário maior de Anyama. Em 2008 obteve o mestrado em Teologia dogmática na Université catholique de l’Afrique de l’Ouest e em 2011 o Doutorado na Pontifícia Universidade Urbaniana, em Roma. Desempenhou várias funções pastorais em nível diocesano e nacional, inclusive antes da ordenação. Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200AMÉRICA/BOLÍVIA - 50% as crianças que nascem com mal de Chagas não recebem nenhuma terapiahttp://fides.org/pt/news/38589-AMERICA_BOLIVIA_50_as_criancas_que_nascem_com_mal_de_Chagas_nao_recebem_nenhuma_terapiahttp://fides.org/pt/news/38589-AMERICA_BOLIVIA_50_as_criancas_que_nascem_com_mal_de_Chagas_nao_recebem_nenhuma_terapiaLa Paz – O mal de Chagas é uma doença infecciosa transmitida pela picada de cimicídeos de vários tipos. Provoca dores de estomago, cardiopatias e é causa de morte. Na Bolívia, metade das crianças contagiadas pelo Mal de Chagas congênito não recebe algum cuidado porque, por problemas de natureza cultural, os pais se opõem. Para ajudar esta emergência, a embaixada brasileira acaba de doar 30 mil medicamentos para 250 crianças nascidas com a doença. Segundo o responsável do Programa Nacional para o Mal de Chagas do Ministério da Saúde, em 2013 foram controladas 67.327 gestantes. Destas, 19.327 eram positivas à doença. O exame foi também feito em 15.055 crianças nascidas na região de Chaco, e delas, 232 eram positivas e apenas 130 receberam os remédios, ou seja, cerca de 50% das crianças contagiadas pelo Mal congênito não têm acesso a tratamentos. <br />Em algumas pequenas comunidades de Chaco, os pais se recusam a assinar a autorização porque temem pela vida da criança. Atualmente, as autoridades médicas locais estão concentradas na difusão de informações sobre a doença com o objetivo de que as mães comecem a confiar na medicina e permitam a seus filhos receber o tratamento. Segundo dados do Programa Nacional para o Mal de Chagas, na Bolívia, de 2006 até hoje foram registrados 2.581 casos entre crianças de um a cinco anos, 23.544 na faixa etária de 5 a 15 e em 58.580 pessoas com mais de 15 anos. O Governo realiza campanhas de prevenção das áreas endêmicas do país, que são os departamentos de Cochabamba, Tarija e Chuquisaca. Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200AMÉRICA/ESTADOS UNIDOS – Milhões de crianças e jovens se sentem em risco em suas famíliashttp://fides.org/pt/news/38588-AMERICA_ESTADOS_UNIDOS_Milhoes_de_criancas_e_jovens_se_sentem_em_risco_em_suas_familiashttp://fides.org/pt/news/38588-AMERICA_ESTADOS_UNIDOS_Milhoes_de_criancas_e_jovens_se_sentem_em_risco_em_suas_familiasNova York – Em todo o mundo, a cada cinco minutos, morre uma acriança por causa da violência. Segundo um recente relatório divulgado pelo Unicef, intitulado “Crianças em risco: Faça algo para por fim à violência contra os menores”, milhões de crianças e jovens menores de 20 anos se sentem inseguros em suas casas, escolas e comunidades. Dentre os dados mais inquietantes, está o que indica que em todo o mundo, uma criança morre a cada cinco minutos em conseqüência da violência. O fenômeno se refere a todo o mundo, não é uma raridade ou algo que se limita a países remotos. Com efeito, 75% das mortes infantis registradas no mundo ocorrem fora das áreas de conflito bélico. Trata-se de um problema global de dimensões epidêmicas. Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200AMÉRICA/BRASIL – Comunicado dos Bispos: “Nenhuma marcha atrás nos direitos dos povos índios”http://fides.org/pt/news/38587-AMERICA_BRASIL_Comunicado_dos_Bispos_Nenhuma_marcha_atras_nos_direitos_dos_povos_indioshttp://fides.org/pt/news/38587-AMERICA_BRASIL_Comunicado_dos_Bispos_Nenhuma_marcha_atras_nos_direitos_dos_povos_indiosBrasília – A Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil divulgou ontem, 23 de outubro, uma nota expressando sua preocupação sobre os direitos dos povos indígenas, depois da decisão da Corte Suprema Federal de anular os de anular os efeitos de portarias do Ministério da Justiça que reconheciam territórios ocupados por povos indígenas no Maranhão e no Mato Grosso do Sul.<br />O comunicado, enviado à Agência Fides, foi aprovado pelo Conselho Permanente da Conferência, que esteve reunido em Brasília, de 21 a 23 de outubro. <br />“A CNBB espera que não haja retrocesso na conquista dos diretos indígenas, especialmente quanto à demarcação de seus territórios", afirma a nota. “A garantia dos territórios aos povos indígenas é um direito conquistado e consignado na Constituição Federal, com árdua luta de muitas pessoas da sociedade brasile ira – consta ainda no comunicado. Infelizmente, interesses econômicos têm impedido a demarcação das terras indígenas, que é a concretização do direito constitucional. Por isso, grande parte dos povos indígenas do Brasil continua vivendo exilada de suas terras devido ao esbulho e à violência histórica cometida contra suas comunidades”. <br/><strong>Link correlati</strong> :<a href="http://www.fides.org/por/attachments/view/file/cnbb_povos_indigenas_23102014.doc">O comunicado da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em português, está em:</a>Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200AMÉRICA/MÉXICO - “Façam com que voltem vivos!”: apelo e orações pelos estudantes sequestradoshttp://fides.org/pt/news/38586-AMERICA_MEXICO_Facam_com_que_voltem_vivos_apelo_e_oracoes_pelos_estudantes_sequestradoshttp://fides.org/pt/news/38586-AMERICA_MEXICO_Facam_com_que_voltem_vivos_apelo_e_oracoes_pelos_estudantes_sequestradosChilpancingo – Encerrou-se com um apelo à reconciliação do Bispo de Chilpancingo-Chilapa , Dom Alejo Zavala Castro, e com o seu pedido aos sequestradores dos 43 estudantes para que “retornem vivos”, a marcha/peregrinação realizada ontem, 23 de outubro. A marcha teve início na "Normal rural Ayotzinapa", escola frequentada pelos jovens seqüestrados, e participaram pais, professores, estudantes, membros de congregações religiosas e moradores da região. Depois de quatro horas de caminhada, concluiu-se com a celebração eucarística presidida por Dom Zavala Castro. <br />Segundo a nota enviada à Agência Fides por fontes locais, o Bispo expressou os sentimentos de todos com as seguintes palavras: “Estamos vivendo uma dor profunda por estes desaparecimentos e esta missa é celebrada para pedir ao Criador que estejam vivos, para convidar a viver na harmonia e no respeito pela vida”. A missa começou às 17h e por coincidência, terminou às 17h56, no mesmo momento, segundo a imprensa local, em que se difundiu a notícia de que o governador de Guerrero, Angel Aguirre Rivero, se demitiu de seu cargo. <br />Os 43 alunos foram sequestrados por homens armados enquanto participavam de uma coletiva de imprensa sobre a agressão sofrida em 26 de setembro . Em seguida, vários membros da polícia municipal local foram presos por terem sido identificados como autores da primeira agressão armada, que provocou 6 mortes e cerca de vinte feridos. Poucos dias depois, foram descobertas valas comuns com os corpos de pessoas assassinadas também pela polícia municipal. Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁSIA/TERRA SANTA – A ecologia, “terreno comum” para as três religiões monoteístashttp://fides.org/pt/news/38585-ASIA_TERRA_SANTA_A_ecologia_terreno_comum_para_as_tres_religioes_monoteistashttp://fides.org/pt/news/38585-ASIA_TERRA_SANTA_A_ecologia_terreno_comum_para_as_tres_religioes_monoteistasJerusalém – Num mundo marcado novamente pela eclosão de integralismos e sectarismos étnico-religiosos, a ecologia se situa como possível terreno de convergência e colaboração entre as diversas tradições religiosas, a começar por aquelas que compartilham a mesma origem de Abraão, pai de todos os fiéis. Esta é a mensagem principal do congresso intitulado “Fé e Ecologia”, realizado na quarta-feira, 22 de outubro, em Jerusalém e organizado conjuntamente por Interfaith Center for Sustainable Development, pela Fundação Konrad Adenauer e pelo Studium Theologicum Salesianum.<br />Diversos pronunciamentos no congresso foram feitos por membros representativos das três religiões monoteístas presentes na Terra Santa. Dentre outros, o padre Biju Michael SDB, diretor do Studium Theologicum Salesianum, manifestou o interesse crescente pelas problemáticas ambientais em âmbito católico, sobretudo no rastro do magistério dos últimos Papas, com detalhadas referências aos pronunciamentos de São João Paulo II. O rabino Michael Melchior evocou a vocação própria das tradições religiosas na contribuição para a salvaguarda da Criação, também em benefício das gerações futuras. Enquanto o Bispo William Shomali, Vigário patriarcal do Patriarcado de Jerusalém dos latinos, relançou o fundamento bíblico da salvaguarda da Criação, referindo-se ao trecho do Gênesis em que Deus entrega ao homem a boa obra feita por Suas mãos, pedindo que a protegesse. <br />Dom Shomali – como informam fontes oficiais do Patriarcado latino consultadas pela Agência Fides – não se limitou a declarações de princípio, recordando que a poluição das águas na Faixa de Gaza e na região de Jerusalém representa um problema real também para as populações da Terra Santa. Por sua vez, o Imame Wisam Bahrum expôs a perspectiva islâmica sobre os problemas ambientais, interpretando a narração de Noé e da Arca da Aliança como expressão do comando divino de proteger as plantas e os animais. A estudiosa Nurit Yaffe, da Academic College of Tel Aviv Yaffo, enfrentando a questão ambiental de um ponto de vista científico, apontou a urgência de escolhas políticas globais inspiradas na consciência de que “os recursos que compartilhamos na terra são limitados” e alguns deles – como o petróleo – não são renováveis. Por isso – reiterou a acadêmica israelense – todo o gênero humano é necessariamente envolvido nos problemas relativos à gestão sustentável do ambiente e também as diferentes tradições religiosas encontram, neste âmbito, um potencial espaço de ação comum. .Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁSIA/IRAQUE – Organização ortodoxa russa ao Presidente iraquiano: libertem Tareq Azizhttp://fides.org/pt/news/38584-ASIA_IRAQUE_Organizacao_ortodoxa_russa_ao_Presidente_iraquiano_libertem_Tareq_Azizhttp://fides.org/pt/news/38584-ASIA_IRAQUE_Organizacao_ortodoxa_russa_ao_Presidente_iraquiano_libertem_Tareq_AzizMoscou – O Presidente da Sociedade Imperial da Palestina, Serghey Stapashin, enviou uma mensagem ao novo Presidente iraquiano, Fuad Masum, para pedir a libertação do ex-ministro do Exterior e vice-premiê iraquiano Tareq Aziz, braço direito de Saddam Hussein, preso há 12 anos. “Este idoso de 78 anos – lê-se na carta-apelo de Stapashin, enviada aos meios de comunicação russos e consultada pela Agência Fides – está seriamente doente. Teve um ictus, sofre de diabetes de forma aguda e tem problemas cardíacos e pulmonares”. Na situação iraquiana, marcada pelas “atrocidades cometidas pelos terroristas do Estado Islâmico – prossegue a carta de Stapashin –, um ato de graça a Aziz ajudaria a promover os princípios humanitários na sociedade iraquiana, e enviaria um sinal claro e positivo a toda a comunidade internacional”. Indiscrições sobre uma possível iminente libertação de Tareq Aziz já haviam circulado no início de setembro. Precedentemente, em 2010, a corte penal de Bagdá emitiu contra ele uma condenação à morte, reconhecendo-o culpado de “crimes contra a humanidade”. No início de 2013, os seus advogados divulgaram sua intenção de apelar-se por escrito ao Papa, para comunicar que preferia ser justiçado a suportar ainda a detenção carcerária nas condições penosas em que se encontra.<br />Tareq Aziz, natural de Tal Kaif, na Planície de Nínive, pertence a uma família cristã de tradição caldeia. A Sociedade Imperial Ortodoxa da Palestina, fundada em 1882 pelo Czar Alexandre III para reforçar também a presença da Rússia czarista no Oriente Médio, foi extinta depois da Revolução de 1917, mas desde 1992 foi novamente registrada junto às autoridades russas com o seu nome histórico. .Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁSIA/INDONÉSIA – A Igreja apoia a campanha contra a exploração minerária em Floreshttp://fides.org/pt/news/38583-ASIA_INDONESIA_A_Igreja_apoia_a_campanha_contra_a_exploracao_mineraria_em_Floreshttp://fides.org/pt/news/38583-ASIA_INDONESIA_A_Igreja_apoia_a_campanha_contra_a_exploracao_mineraria_em_FloresFlores – Milhares de sacerdotes, religiosos e leigos de todas as paróquias, estudantes do ensino médio e universitário da ilha de Flores, o reduto católico da Indonésia, se reuniram para contestar os projetos de extração minerária na ilha. A campanha de sensibilização contra a exploração minerária em Flores, que pode provocar danos sérios ao meio ambiente, prossegue há meses e viveu um momento de forte visibilidade em 13 de outubro.<br />Como refere o serviço de informação da Conferência Episcopal da Indonésia, consultado por Fides, a diocese local de Ruteng reiterou oficialmente a sua posição contrária aos projetos de extração minerária. A diocese compreende um território onde residem mais de 700 mil fiéis católicos, que constituem 93% da população total. “A diocese de Ruteng considera que a exploração das minas para a extração de manganês, ouro e ferro pode provocar sérios prejuízos ecológicos e colocar em perigo a vida das pessoas em Flores. A exploração minerária causará um processo sistemático e maciço de empobrecimento da população indígena”, com a possível consequência de “desencadear conflitos sociais, alterar as leis tribais e estatais”. Além disso, previsivelmente, induzirá “as empresas do setor a utilizar equipes de segurança para intimidar os residentes”, afirma um documento publicado em 2014 depois do Sínodo da diocese de Ruteng. <br />Essas dinâmicas são conhecidas e se registram na vizinha ilha filipina de Mindanao.<br />A manifestação de 13 de outubro foi organizada pela Comissão “Justiça e paz” da diocese de Ruteng e foi completamente pacífica, com cantos espirituais e a reza do Terço. O Bispo de Ruteng, Dom Hubertus Leteng, recordou “o dever de proteger a integridade da criação”. Os manifestantes pediram ao governo local que bloqueie os projetos e as permissões de extração minerária. Pedem ainda aos legisladores que promulguem um regulamento claro, para não deixar às companhias estrangeiras a gestão arbitrária do meio ambiente e da vida da ilha. Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁSIA/PAQUISTÃO – A condenação de Asia Bibi prejudica a tolerância no Paquistãohttp://fides.org/pt/news/38582-ASIA_PAQUISTAO_A_condenacao_de_Asia_Bibi_prejudica_a_tolerancia_no_Paquistaohttp://fides.org/pt/news/38582-ASIA_PAQUISTAO_A_condenacao_de_Asia_Bibi_prejudica_a_tolerancia_no_PaquistaoLahore – “A tolerância e o perdão são dois valores importantes, presentes não somente no Cristianismo, mas também no Islã, e em outras religiões do mundo. Estamos trabalhando muito em prol da harmonia religiosa no Paquistão e pela difusão da mensagem de paz e tolerância. Muitos estudiosos muçulmanos de renome estão conosco. A sentença que confirma a pena de morte para Asia Bibi prejudica também o caminho que estamos percorrendo e a obra que estamos realizando, em harmonia com os líderes muçulmanos.” Esta é a opinião expressa à Agência Fides por Pe. Francis Nadeem OFM Cap, Superior provincial dos Capuchinhos no Paquistão e fundador do Conselho para o Diálogo Inter-religioso em Lahore.<br />O frei afirma: “Estamos totalmente em desacordo com a confirmação da pena de morte. É muito doloroso e decepcionante. O tribunal não demonstrou verdadeira justiça, porque a Asia Bibi nunca cometeu blasfêmia. O processo baseia-se no depoimento de duas mulheres , mas há algo mais por trás das acusações, o processo é o resultado de uma conspiração”, disse Pe. Naddem. Os franciscanos do Paquistão continuarão a rezar pela salvação de Asia Bibi e todas as vítimas inocentes do mau uso da lei da blasfêmia. Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁFRICA/CONGO RD – Os jovens do Kivu do Sul juntos com os bispos contra a mudança da Constituiçãohttp://fides.org/pt/news/38581-AFRICA_CONGO_RD_Os_jovens_do_Kivu_do_Sul_juntos_com_os_bispos_contra_a_mudanca_da_Constituicaohttp://fides.org/pt/news/38581-AFRICA_CONGO_RD_Os_jovens_do_Kivu_do_Sul_juntos_com_os_bispos_contra_a_mudanca_da_ConstituicaoKinshasa – Multiplicam-se as posições tomadas em favor dos bispos da República Democrática do Congo que na última Carta Pastoral se declararam contrários a uma revisão da Constituição que daria ao Presidente Joseph Kabila a possibilidade de concorrer a um terceiro mandato presidencial .<br />A posição dos bispos causou uma série de ações ameaçadoras da parte de alguns chamados “jovens católicos”: da tentativa de entregar à Nunciatura de Kinshasa uma petição ao Papa Francisco à agressão contra dois sacerdotes considerados “culpados” por terem lido a Carta Pastoral durante a missa .<br />Em resposta a estas ações ameaçadoras, jovens católicos e não católicos da sociedade civil do Kivu do Sul fizeram um abaixo-assinado em favor da Conferência Episcopal da RDC. “Rejeitamos as ações de alguns jovens egoístas manipulados que se dizem católicos, mas que são na maioria partidários daqueles políticos que destruíram o país e ofuscam o futuro das novas gerações com suas políticas egocêntricas”, lê-se no texto da petição enviada à Agência Fides. <br />Recordando que os jovens são 70% da população congolesa, os signatários convidam as novas gerações a não se deixarem manipular pelos políticos: “Nós somos a ponta da lança da nação. Por isso, devemos estar cientes de nossa responsabilidade pelo futuro democrático do país”.<br />Também os bispos dos Estados Unidos deram o seu apoio aos confrades congoleses com uma carta enviada por Dom Richard Pates, Bispo de Des Moines e Presidente da Comissão Internacional de “Justiça e Paz” da Conferência Episcopal Estadunidense, a Russ Feingold, enviado especial dos EUA para a região dos Grandes Lagos e na RDC. Na carta se critica a tentativa de Kabila de tentar mudar a Constituição. “Esta manobra política exclui a oposição e destrói o processo democrático pacífico”, disse Dom Pates. Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁFRICA/LÍBIA – Não obstante os confrontos, em Bengasi os mercados estão bem abastecidoshttp://fides.org/pt/news/38580-AFRICA_LIBIA_Nao_obstante_os_confrontos_em_Bengasi_os_mercados_estao_bem_abastecidoshttp://fides.org/pt/news/38580-AFRICA_LIBIA_Nao_obstante_os_confrontos_em_Bengasi_os_mercados_estao_bem_abastecidosBengasi - “Continua-se vivendo no medo e na insegurança. Esperamos que cheguem em breve tempos melhores”, disse à Agência Fides Dom Sylvester Carmel Magro, Vigário Apostólico de Bengasi, capital da Cirenaica, onde, disse ele, “a cada dia ouvimos os ecos de confrontos na periferia da cidade”, dentre as forças do general Haftar e grupos islâmicos que a controlam. Dom Magro informa que, não obstante os combates, “graças a Deus não faltam alimentos. Encontra-se pão nos mercados e os supermercados estão bem abastecidos”. “São tempos de oração e paciência”, conclui Dom Magro, que se apressa em acolher os fiéis para a missa dominical, antecipada para sexta-feira. Fri, 24 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁFRICA/COSTA DO MARFIM – Nomeação do Reitor do Seminário Maior “Notre Dame de Guessihio” na Arquidiocese de Gagnoahttp://fides.org/pt/news/38579-AFRICA_COSTA_DO_MARFIM_Nomeacao_do_Reitor_do_Seminario_Maior_Notre_Dame_de_Guessihio_na_Arquidiocese_de_Gagnoahttp://fides.org/pt/news/38579-AFRICA_COSTA_DO_MARFIM_Nomeacao_do_Reitor_do_Seminario_Maior_Notre_Dame_de_Guessihio_na_Arquidiocese_de_GagnoaCidade do Vaticano – O Cardeal Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, em 19 de setembro de 2014, nomeou Reitor do Seminário maior nacional teológico “Notre Dame de Guessihio” na Arquidiocese de Gagnoa , o rev. Darius Assande Ekou, do clero arquidiocesano de Abengourou. <br />O novo reitor tem 46 anos e nasceu em Bongouanou e foi ordenado sacerdote em 7 de setembro de 1996. Depois de obter o Bacharelado em Teologia no Seminário maior de “Saint Coeur de Marie” de Anyama, obteve o Mestrado e o Doutorado em Teologia na Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma. Desde 2011 ensina Doutrina Social da Igreja no Seminario Maior de Gagnoa. Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200AMÉRICA/HONDURAS - Uma nova sede do centro de reclusão de San Pedro Sula para o bem dos prisioneiroshttp://fides.org/pt/news/38578-AMERICA_HONDURAS_Uma_nova_sede_do_centro_de_reclusao_de_San_Pedro_Sula_para_o_bem_dos_prisioneiroshttp://fides.org/pt/news/38578-AMERICA_HONDURAS_Uma_nova_sede_do_centro_de_reclusao_de_San_Pedro_Sula_para_o_bem_dos_prisioneirosSan Pedro Sula – “Completaram-se cinco meses de trabalhos sem interrupção”, observa satisfeito Dom Rómulo Emiliani Sánchez, C.M.F., Bispo auxiliar de San Pedro Sula , que espera a chegada de outros recursos para levar a cabo a nova sede do cárcere de sua diocese no próximo ano. Desta maneira a população carcerária será transferida para o novo centro de detençao onde as celas, os laboratórios e espaços para as atividades ajudarão a melhorar a qualidade de vida dos prisioneiros.<br />Segundo as estatísticas, são mais de 16.000 os detentos nos 24 cárceres do país e o mais lotado é o de San Pedro Sula, que se encontra no centro da cidade. A nova estrutura em construção se encontra fora da cidade. Neste momento, o cárcere de San Pedro Sula supera a capacidade de detentos que pode acolher, com consequências evidentes sobre a dignidade das pessoas reclusas. Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁSIA/IRAQUE - Decreto do Patriarca caldeu sobre sacerdotes e religiosos expatriados sem o consenso dos superioreshttp://fides.org/pt/news/38577-ASIA_IRAQUE_Decreto_do_Patriarca_caldeu_sobre_sacerdotes_e_religiosos_expatriados_sem_o_consenso_dos_superioreshttp://fides.org/pt/news/38577-ASIA_IRAQUE_Decreto_do_Patriarca_caldeu_sobre_sacerdotes_e_religiosos_expatriados_sem_o_consenso_dos_superioresBagdá - “Antes de ser ordenado, o sacerdote promete oferecer toda a sua vida a Deus e à Igreja: É uma oferta que se baseia na obediência incondicional aos superiores”. Para os monges, “os votos são absolutos: castidade, obediência e pobreza”. <br />Inicia -se com este chamado decisivo aos compromissos ligados à vocação sacerdotal e religiosa, o decreto publicado na quarta-feira, 22 de outubro, pelo Patriarca de Babilônia dos Caldeus, Louis Raphael I, para tornar conhecida as medidas disciplinares tomadas em relação a alguns sacerdotes e religiosos caldeus que nos últimos anos deixaram o Iraque sem a permissão dos superiores, pedindo asilo em países ocidentais.<br />“Nós, lê-se no Decreto patriarcal, enviado à Agência Fides, temos exemplos importantes de sacerdotes de nossos dias que nos deram lições eloquentes de fé”. O Patriarca cita os sacerdotes Hana Qasha e Ragheed Ganni, e o Bispo Paulus Faraj Rahho, mortos nos últimos anos, e recorda os sacerdotes sequestrados que permaneceram no país e aqueles que, depois de serem expulsos de suas casas, seguiram seus fiéis, partilhando a condição de deslocados. Depois, conforme o Direito Canônico e as regras de vida religiosa, o Decreto suspende do ministério sacerdotal seis monges e seis sacerdotes diocesanos que deixaram suas dioceses e comunidades religiosas no Iraque para imigrar e transferirem-se para o exterior sem a permissão dos superiores, assumindo cargos pastorais nas paróquias caldeias na diáspora. <br />A publicação do Decreto – adverte o Patriarca Louis Raphael I – foi precedida por consultas feitas no Sínodo permanente da Igreja caldeia e com a Congregação para as Igrejas Orientais, e se realiza depois de “numerosos e infelizmente ultimatos estéreis e tentativas implementadas no passado pelas precedentes autoridades da Igreja e comunidades religiosas para frear o fenômeno deplorável, que causou escândalo entre os fiéis da Igreja caldeia”. .Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁFRICA/BENIN - Novo projeto de escolarização para 450 crianças do norte do paíshttp://fides.org/pt/news/38576-AFRICA_BENIN_Novo_projeto_de_escolarizacao_para_450_criancas_do_norte_do_paishttp://fides.org/pt/news/38576-AFRICA_BENIN_Novo_projeto_de_escolarizacao_para_450_criancas_do_norte_do_paisSinendé - A ong Educo, nascida da junção de Intervida e Educación Sin Fronteras, promoveu um projeto de escolarização e melhoramento dos institutos educativos em Sinendé, na zona setentrional de Benin, a 564 quilômetros de Porto Novo, a capital. O projeto é dirigido a crianças entre os seis e os oito anos, cuja formação será financiada por patrocinadores. A ong busca 450 famílias que ajudem economicamente 450 crianças que vivem em condições de pobreza extrema. A associação garante que se ocupará de financiar a instrução das crianças, fornecendo a elas material escolar e buscando melhorar suas condições de vida, além de reformar as escolas. Além disso, oferecerão laboratórios de apoio para que os pais possam acompanhar a instrução dos respectivos filhos. Sinendé é uma zona rural onde vivem famílias em sua grande maioria camponesas. Educo está ativa em 68 escolas de Benin e em 6 comunidades há três anos. Trata-se de uma ong global de cooperação para o desenvolvimento e a tutela dos direitos da infância. Benin é um país onde 47% da população vive com menos de 1,25 dólares por dia. A expectativa de vida é de 59 anos e o índice de mortalidade infantil de crianças com menos de cinco anos é de 90 a cada mil nascidos vivos. O índice de analfabetismo feminino entre os adultos é 72%, enquanto nos homens é 55%. A ong está engajada em 16 países de todo o mundo a favor de 500 mil menores. Concretamente, na África, além de Benin, trabalha em Senegal, Burkina Fasso, Mali e Gana. Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁFRICA/ARGÉLIA – Amanhã tem início a Assembleia interdiocesana da Igreja Católicahttp://fides.org/pt/news/38575-AFRICA_ARGELIA_Amanha_tem_inicio_a_Assembleia_interdiocesana_da_Igreja_Catolicahttp://fides.org/pt/news/38575-AFRICA_ARGELIA_Amanha_tem_inicio_a_Assembleia_interdiocesana_da_Igreja_CatolicaArgel – Cerca de 40 representantes das quatro dioceses católicas da Argélia se encontram em Argel nos dias 24 e 25 de outubro, para a Assembleia interdiocesana nacional da Igreja Católica. O encontro de reflexão, oração e estudo dos problemas se realizará na igreja de Notre Dame D'Afrique e na Catedral do Sagrado Coração. A Assembleia representa uma etapa importante no caminho realizado pelas comunidades católicas argelinas no ano em andamento, marcado por vários momentos de comunhão e de diálogo interdiocesano. <br />“Desde os primeiros séculos – lê-se na oração composta por ocasião do Ano interdiocesano e distribuída a todas as comunidades argelinas –, Tu não cessastes de chamar os discípulos a serem sinais da Tua preferência por todos, sem distinção, no nosso país. Desde o tempo dos primeiros mártires até os nossos dias, Tu não cessastes de mostrar o caminho do Teu evangelho através das vidas dos santos e das santas do nosso povo. Tu vês, Senhor, que o nosso cotidiano não é sempre fácil. Acontece de não sermos bem acolhidos, às vezes humilhados, rejeitados, mas nós sabemos que jamais nos abandonas na provação. Perdoa-nos quando não somos fiéis ou quando o medo nos faz renegar-Te. E obrigado por Teu Espírito fervoroso, que nos guia durante a nossa peregrinação sobre a terra”. .Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁFRICA/NIGÉRIA – Novos atentados e outras 60 jovens sequestradas: afastada a possibilidade de trégua com Boko Haramhttp://fides.org/pt/news/38574-AFRICA_NIGERIA_Novos_atentados_e_outras_60_jovens_sequestradas_afastada_a_possibilidade_de_tregua_com_Boko_Haramhttp://fides.org/pt/news/38574-AFRICA_NIGERIA_Novos_atentados_e_outras_60_jovens_sequestradas_afastada_a_possibilidade_de_tregua_com_Boko_HaramAbuja – Diminuem as esperanças de paz depois de 5 mortes em um atentado explosivo ocorrido esta manhã em um ponto de ônibus em Azari, no estado de Bauchi , e o sequestro de 60 moças em duas diferentes localidades do estado de Adamawe. Segundo a imprensa local, 40 jovens foram sequestradas em Waga Mangoro e outras 20 em Garta, em dois ataques, durante os quais várias casas foram incendiadas. Nos últimos dias, correram vozes sobre um possível acordo de trégua entre o governo de Abuja e o grupo islâmico Boko Haram, que teria previsto a libertação das 200 jovens sequestradas em Chibock em abril. A notícia dos novos sequestros chegou enquanto o Parlamento de Abuja estava aprovando o pedido do Presidente Goodluck Jonathan de um bilhão de dólares de fundos emergenciais para adquirir armas para combater Boko Haram. Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200ÁFRICA/ZÂMBIA - A contribuição da Igreja para o crescimento da nação, há 50 anos da independênciahttp://fides.org/pt/news/38573-AFRICA_ZAMBIA_A_contribuicao_da_Igreja_para_o_crescimento_da_nacao_ha_50_anos_da_independenciahttp://fides.org/pt/news/38573-AFRICA_ZAMBIA_A_contribuicao_da_Igreja_para_o_crescimento_da_nacao_ha_50_anos_da_independenciaLusaka - “A Igreja católica é parte integrante da sociedade da Zâmbia, compartilhando as alegrias e sofrimentos da nação. Por isso, é considerada com grande respeito e sua influência aumentou, graças às suas orientações e à sua voz profética”, escreve à Agência Fides pe. Bernard Makadani Zulu, Diretor das Pontifícias Obras Missionárias da Zâmbia, por ocasião dos 50 anos da independência nacional.<br />A Igreja deu e continua a oferecer uma contribuição fundamental para o crescimento material e espiritual do país. No campo da saúde, por exemplo, a Igreja, com seus 17 hospitais, 38 postos de saúde rurais e diversos programas comunitários de base, fornece 40% da assistência médica do país. Também o programa que permitiu a Zâmbia de reduzir a incidência de Aids teve grande apoio da Igreja. Como recorda pe. Bernard, “a Igreja oferece assistência primeiramente aos jovens, a mais de 200 mil pessoas que vivem com o Hiv/Aids e mais de 100 mil crianças que ficaram órfãs devido ao vírus”.<br />É importante também o contributo da Igreja no campo educativo e no desenvolvimento econômico. Dentre outras coisas, a Igreja promoveu a afirmação da agricultura orgânica e sustentável. <br />A comunidade católica, nestes 50 anos, se tornou autossuficiente como pessoal eclesiástico graças às numerosas vocações sacerdotais e religiosas, ao ponto que missionários zambianos foram enviados a países como Nigéria, Ruanda, Camarões, Paraguai, Itália, EUA, Inglaterra.<br />Ao conjugar passado e futuro, pe. Bernard indica, dentre os desafios que a Igreja deve enfrentar, o abismo entre ricos e pobres, a difusão da feitiçaria e do satanismo e o alcoolismo. Para enfrentá-los, a Igreja deve ser capaz de aprofundar a fé, incrementar a independência econômica e promover a evangelização, por meio das antigas e novas mídias . Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200EUROPA/ESPANHA – A cada ano, 100 mil cristãos são mortos por perseguição religiosahttp://fides.org/pt/news/38572-EUROPA_ESPANHA_A_cada_ano_100_mil_cristaos_sao_mortos_por_perseguicao_religiosahttp://fides.org/pt/news/38572-EUROPA_ESPANHA_A_cada_ano_100_mil_cristaos_sao_mortos_por_perseguicao_religiosaMadri - O Centro de Estudos do Cristianismo Global nos Estados Unidos estima que cerca de 100 mil cristãos morrem a cada ano por causa da própria crença religiosa, ou seja, um a cada cinco minutos. Além disso, em vários países, muitas outras minorias religiosas sofrem violência e perseguição. Para citar alguns, no Iraque, Síria, Nigéria, Camarões, Sudão, Paquistão, Somália e Egito, anciãos, mulheres, homens e seus filhos vivem em condição de total insegurança. São expulsos de suas casas, encarcerados por blasfêmia e mortos brutalmente; durante celebrações litúrgicas igrejas são incendiadas. Meninas são sequestradas e obrigadas a se casar. Dentre as diversas iniciativas em prol da liberdade de religião e de culto, a fundação espanhola CitizenGo, fundada para promover o respeito em todos os contextos da dignidade humana e dos direitos a ela relacionados, e a Fundação internacional Novae Terrae, promoveram uma petição pela tutela dos cristãos e de outras minorias religiosas no Oriente Médio e em outras partes do mundo onde o fenômeno é constante. Até o momento, mais de 200 mil pessoas já a assinaram. As duas fundações solicitam os líderes europeus e de outros continentes a comprometerem-se com a liberdade de religião e de culto, contra todo tipo de perseguição. Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200EUROPA/ESLOVÁQUIA – Alcançar os jovens e interessá-los pela missão da Igrejahttp://fides.org/pt/news/38571-EUROPA_ESLOVAQUIA_Alcancar_os_jovens_e_interessa_los_pela_missao_da_Igrejahttp://fides.org/pt/news/38571-EUROPA_ESLOVAQUIA_Alcancar_os_jovens_e_interessa_los_pela_missao_da_IgrejaBratislava – Com o objetivo de chegar às jovens gerações e atrair a sua atenção para os esforços realizados pela Igreja no campo das missões, as Pontifícias Obras Missionárias da Eslováquia lançaram um novo site. Pe. Viktor Jakubov, Diretor nacional das POM, informa à Agência Fides que o novo site traz informações sobre os objetivos e atividades das POM, atualizações sobre os projetos financiados e notícias das Igrejas nos territórios de missão. O site também visa manter alta a atenção para o problema da pobreza e das discriminações de todos os tipos. Em conexão com as redes sociais, o novo site tem uma navegação mais fácil e é visível em tablets e portáteis. As POM desejam que este site possa atrair um maior número de pessoas, principalmente jovens, para a obra de propagação da fé. <br/><strong>Link correlati</strong> :<a href="http://www.misijnediela.sk">O site das POM na Eslováquia é:</a>Thu, 23 Oct 2014 00:00:00 +0200