AMÉRICA/BOLÍVIA - Dom Gualberti: “Chega de linchamentos, não são dignos de uma nação como a Bolívia”

Quinta, 18 Maio 2017 violência   massacres   justiça   bispos  
Dom Gualberti: "Chega de linchamentos, não são dig

Dom Gualberti: "Chega de linchamentos, não são dignos de um povo como a Bolivia"

Santa Cruz de la Sierra (Agência Fides) - Dom Sergio Gualberti, Arcebispo de Santa Cruz de la Sierra, depois de saber da notícia de outra pessoa linchada na cidade de San Julian, porque supostamente envolvida num roubo com a morte da vítima, reiterou que os linchamentos não são dignos de um povo como a Bolívia. Em seguida, definiu o fato como "muito grave" e constitui um crime sob todos os pontos de vista. "Chega de linchamentos. Chega desses atos bárbaros que não são dignos de uma nação como a Bolívia", repetiu com firmeza.
Tais atos infelizmente se repetem em diferentes regiões do país, às vezes partindo de uma única queixa sobre um suspeito. "Ninguém pode reivindicar o direito de matar outra pessoa. Se uma pessoa cometeu um crime, existe a justiça. Devemos agir de acordo com a justiça. Não é matando que os problemas são resolvidos. Acho que este seja um flagelo que temos em nosso país”, disse o arcebispo na nota enviada a Fides.
O caso em questão provocou emoção na opinião pública nacional. Em 15 de maio, em San Julian, uma cidade de cerca de 49 mil habitantes a cerca de 175 km da cidade de Santa Cruz de la Sierra, um homem estava diante do juiz, ao lado de outros 3 suspeitos de assalto, quando a multidão entrou, superou a polícia e o levou para fora da delegacia. Considerando-o culpado, espancou ele e o pendurou numa árvore na praça principal da cidade. (CE) (Agência Fides, 18/05/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network