ÁFRICA/GANA - “Restabelecer as transmissões em ondas curtas da Rádio Vaticano”, pede o organismo que representa todos os Bispos africanos

Sexta, 10 Março 2017 mídia   bispos   papa  

http://radiolawendel.blogspot.it/2007_01_01_archive.html

Acra (Agência Fides) - Não interromper as transmissões em ondas curtas da Rádio Vaticano: este é o pedido que o Comitê Permanente do SECAM/SCEAM (Simpósio das Conferências Episcopais da África e Madagascar) enviou através de uma carta à emissora vaticana, com a qual se faz formalmente a solicitação de restabelecer as transmissões em ondas curtas que foram recentemente cortadas inclusive para as regiões extra-europeias e extra-americanas.
Na carta, divulgada durante a reunião do organismo em Accra, se expressa “a preocupação pelo recente encerramento dos serviços de ondas curtas da rádio, que garantia a milhões de africanos a oportunidade de ouvir o Santo Padre e de partilhar os interesses e a missão da Igreja”.
Desde 2012, o serviço de ondas curtas e médias da Rádio Vaticano para a Europa e a América, migrou, principalmente, para a internet. As transmissões, no entanto, tinham sido mantidas para a África, Ásia e Oriente Médio.
Este ano, porém, decidiu-se encerrar completamente o serviço, fazendo a aposta nas novas tecnologias digitais para chegar aos ouvintes africanos e asiáticos.
“Mesmo reconhecendo que os serviços da Rádio Vaticano podem ser recebidos pela internet – afirma a carta dos bispos – o fato é que muito africanos simplesmente não dispõe dos meios e das tecnologias para usufruir de tais serviços”.
O Comitê Permanente do SECAM “expressa o seu profundo reconhecimento e apreço pelo papel desempenhado pela Rádio Vaticano durante várias décadas em prol da evangelização da África, na catequese e no desenvolvimento espiritual do continente africano”.
“A Rádio Vaticano sempre foi uma fonte confiável de notícias sobre a Igreja universal e um canal rápido para partilhar notícias sobre a África com o resto do mundo”, reconhece o SECAM. (L.M.) (Agência Fides 10/3/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network