ÁSIA/ÍNDIA - A Igreja de Orissa sob o manto de Maria e José

Quinta, 18 Maio 2017 jubileu   igrejas locais   hinduísmo   violência   perseguições   cristianismo  

Os fiéis de Orissa na celebração jubilar

Bhubaneswar (Agência Fides) - “A nossa paróquia de São José em Godapur, no distrito de Kandhamal, em Orissa, cresceu nos últimos 50 anos graças ao cuidado amoroso de Deus Pai e sob a proteção de Maria e São José”. Foi o que afirmou o Bispo Sarat Chandra Nayak, à frente da diocese de Berhampur, na sua introdução à solene celebração eucarística realizada nos dias passados para celebrar dois importantes aniversários para a comunidade católica no estado indiano de Orissa: os 50 anos de fundação da igreja de São José e os 25 anos da construção da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, na mesma paróquia.
Como apurado por Fides, mais de 10.000 fiéis, cerca de 30 sacerdotes e 35 freiras de Orissa participaram da solene Eucaristia celebrada pelo Arcebispo John Barwa, de Cuttack-Bhubaneswar, da qual participaram também Dom Aplinar Senapati, Bispo de Rayagada, e Dom Sarat Chandra Nayak, Bispo de Berhampur.
“O Senhor foi tão bom com esta comunidade, doando-nos São José como santo padroeiro. José era um homem honesto, sincero, comprometido em levar Jesus e a amparar Maria por toda a sua vida.
Deixemos que a sua sinceridade, honestidade e as virtudes da Mãe Maria guiem o nosso caminho”, disse o arcebispo John Barwa em sua homilia.
A paróquia de São José, em Godapur, foi fundada em 1967, e há 50 anos contava 350 famílias católicas para cerca de 1.750 fiéis. Hoje, as famílias hoje são 639 para cerca de 4.000 fiéis. “Estou feliz de estar presente neste momento de 'celebrações gêmeas', que é um encorajamento espiritual a todos”, disse à Fides Pe. Cassian Parichha, primeiro pároco da paróquia de São José, em Godapur. “Esta paróquia gerou a vida de fé de 10 sacerdotes e 14 religiosas em 50 anos”, observou o católico Maijo Digal, professor aposentado. “Apesar de sermos pobres em bens materiais, somos ricos de fé”, disse Gloriya Nayak, presidente da Associação católica mariana “A mãe”. Estes momentos melhoram a nossa especial devoção à nossa mãe e ao Santo Rosário, uma arma poderosa para lutar contra Satanás”, acrescentou.
Celebrações como essa são importantes para a população católica local, que vive no distrito de Kandhamal, ainda marcado pelos massacres anticristãos de 2008. Numa forte onda de violência, cerca de uma centena de cristãos foram mortos, 300 igrejas e 6.000 casas foram saqueadas, enquanto 56.000 foram os deslocados internos, obrigados a fugir. (PN-PA) (Agência Fides 18/5/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network