AMÉRICA/MÉXICO - Conflitos armados, violência e ameaças, outro jornalista assassinado

Quinta, 18 Maio 2017 violência   fome   bispos   trabalho   criminalidade  
Oaxaca, confrontos armados, violência e ameaças, o

Oaxaca, confrontos armados, violência e ameaças, outro jornalista assassinado

Oaxaca (Agência Fides) - “Oaxaca sofre violência da parte do crime organizado, como nunca visto antes, e para combatê-la sem demora, precisamos de um forte compromisso e ações coordenadas dos três níveis de governo”, disse à imprensa local Dom Arturo Lona Reyes, Bispo emérito da diocese de Tehuantepec, Oaxaca, questionado sobre os acontecimentos violentos de 15 de maio. Naquele dia, pelas ruas da cidade se enfrentaram de forma violenta, os membros da Confederação dos Trabalhadores e o Sindicato de Transportes Libertad, resultando em uma morte e vários feridos.
“Estou muito preocupado com o aumento da criminalidade na área, onde a tranquilidade de um tempo da qual desfrutaram os cidadãos pacíficos, foi substituída pela ansiedade e medo, e nisso incluo também a minha pessoa, porque hoje, por razões de segurança pessoal, tive que mudar de casa, indo para uma área mais segura”, admitiu o bispo, segundo a nota enviada a Fides.
Dom Lona Reyes lembrou que em grupo é mais fácil combater a criminalidade, enquanto “os esforços isolados não são eficazes”, disse ele parabenizando as novas autoridades nomeadas na área.
Também no último sábado, 13 de maio, na Serra Sul de Oaxaca, houve um confronto armado entre dois grupos que deixaram dois mortos e muitos feridos. O fato está sendo investigado pela Polícia e a Procuradoria.
Ainda em Oaxaca, 7 portais de notícias on-line foram "congelados" durante todo o dia de ontem por causa do assassinato de outro jornalista na cidade. Houve também uma marcha de protesto da parte de cerca de vinte jornalistas que denunciaram o sexto jornalista assassinado neste ano de 2017. (CE) (Agência Fides, 18/05/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network