ÁFRICA/REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA - O cardeal Nzapalainga e o Bispo Aguirre negociam com os rebeldes em Bangassou

Terça, 16 Maio 2017 grupos armados   bispos  

Dom Juan José Aguirre Muños

Bangui (Agência Fides) – O Cardeal Dieudonnè Nzapalainga, Arcebispo de Bangui, está chefiando a missão de mediação que convenceu algumas centenas de rebeldes a deixarem a cidade de Bangassou, no sudeste da República Centro-africana, onde se realizaram os episódios de violência mais dramáticos das últimas semanas no país (veja Fides 15/5/2017).
Algumas centenas de rebeldes membros dos anti-Balaka aceitaram deixar a cidade, aonde mil pessoas estavam refugiadas na mesquita, 1.500 na igreja e 500 no hospital. 3 mil habitantes da cidade se refugiaram na confinante República Democrática do Congo.
Segundo informações recebidas pela Agência Fides, domingo, 14 de maio, Dom Juan Jose Aguirre Muños, Bispo de Bangassou, arriscou a vida ao defender os mil fiéis muçulmanos que se abrigaram na mesquita. Milicianos que ameaçavam o local de culto islâmico haviam atirado matando uma pessoa que estava ao lado do Bispo, que ficou ileso. A MINUSCA (Missão da ONU na República Centro-africana) informou que estão em andamento operações para evacuar os fiéis refugiados na mesquita. (L.M.) (Agência Fides 16/5/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network