ÁFRICA/GANA - O respeito das leis e dos direitos humanos é fundamental para administrar a imigração

Terça, 16 Maio 2017 migrantes   meio ambiente  

Ministro John Peter Amewu

Accra (Agência Fides) – “Os recursos naturais de Gana se tornaram uma maldição ao invés de uma bênção, por causa da contaminação incontrolada causada pelos autores da extração ilegal de pedras preciosas”, afirmou John Peter Amewu, Ministro das Terras e dos Recursos Naturais de Gana, em um fórum organizado pelo Ministério do Exterior de Gana com representantes diplomatas de estados europeus e médio-orientais credenciados em Accra. O Ministro lamentou o grande número de estrangeiros envolvidos nas atividades ilegais da extração que destroem terras, florestas e cursos de água, criando danos permanentes ao meio ambiente.
“Gana é também terra de emigração e não apenas de imigração”. A Ministra dos Assuntos Exteriores e da Integração Regional, Shirley Ayorkor Botchwey, pediu aos diplomatas presentes que façam o que puder para lhes ajudar a proteger os ganenses que vivem em seus países.
A Ministra destacou que a questão da migração deve ser administrada de modo humano, protegendo a dignidade das pessoas segundo regras internacionais. Botchwey se disse fortemente entristecida pelas notícias de ganenses maltratados em alguns países, mas também convidou as autoridades locais a punir os ganenses que violam as leis dos países onde residem para que seja uma advertência aos outros. (A.A.) (L.M.) (Agência Fides 16/5/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network