ÁSIA/LÍBANO - Os bispos maronitas elogiam a criação do Ministério para combater a corrupção

Sexta, 12 Maio 2017 igrejas orientais   corrupção   eleições   política  

ANI

Beirute (Agência Fides) - “As emergências nacionais que todas as forças políticas libanesas devem enfrentar com urgência são o combate à corrupção e a busca de um consenso mais amplo possível em torno de uma nova lei eleitoral, que permita o país de renovar o Parlamento e o preserve do risco de cair numa nova paralisia institucional. Estas são as sugestões feias às forças políticas libanesas pela Assembleia dos bispos maronitas reunidos na quarta-feira, 10 de maio, na sede patriarcal de Bkerkè, sob a presidência do Patriarca Bechara Boutros Rai. “Os libaneses”, escrevem os bispos no comunicado final da Assembleia, “estão cansados de ver que os seus direitos são usurpados e se recusam a se tornar reféns de interesses políticos estreitos seja de um seja de outros. Eles não querem que a democracia se torne um trampolim para aqueles que querem abusar do poder”. Em particular, os bispos maronitas advertem contra o “câncer da corrupção” que parece permear e minar a partir de dentro todo o sistema: “Desejamos”, lê-se no comunicado final da Assembleia enviado à Agência Fides, “que o estabelecimento de um ministério para a luta contra a corrupção se torne um bom ponto de partida para a reforma da administração, libertando-a de interferências políticas que têm a sua origem no clientelismo e no nepotismo. (GV) (Agência Fides 12/5/2017)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network