ÁFRICA/EGITO - Patriarca copta-ortodoxo: não se pode definir “herético” o apelo para conceder a comunhão às mulheres no período menstrual

Sexta, 9 Dezembro 2016

wikipedia

Cairo (Agência Fides) – O Patriarca copta-ortodoxo Tawadros II se recusou em definir “heréticas” as opiniões de quem, dentro de sua Igreja, considera lícito conceder a divina eucaristia às mulheres durante os dias do ciclo menstrual. Segundo informa o site “Copti Uniti”, o Primaz da Igreja copta-ortodoxa acrescentou que certos costumes, ligados à educação espiritual, mudam com o tempo e ninguém os pode definir “heréticos” no aspecto da praxe antes que o Sínodo se pronuncie a respeito dos pontos controversos.
As controvérsias sobre o ponto em questão surgiram depois que Anba Pfnotios, Bispo copta-ortodoxo de Samalut, publicou um livro intitulado “Mulheres no cristianismo”, no qual afirma que as mulheres podem receber a eucaristia inclusive nos dias de seu ciclo menstrual (veja Fides 1/12/2016). O livro se tornou alvo de violentos ataques e denúncias de parte de setores da igreja copta-ortodoxa, que acusaram o Bispo Pfnotios de heresia e pediram medidas canônicas contra ele. A Secretaria do Santo Sínodo da Igreja copta-ortodoxa interveio sobre o tema com um comunicado divulgado terça-feira, 30 de novembro, no qual ressaltava que eventuais pareceres, também debatidos por eclesiásticos, sobre problemas semelhantes em livros e artigos, expressam apenas as orientações pessoais de seus autores, e devem ser vistos como contribuições ao aprofundamento e à discussão e não podem ser apresentados como expressão oficial da Igreja e do Santo Sínodo. (GV) (Agência Fides 9/12/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network